No menu items!
27 C
Rio Branco
quinta-feira, dezembro 3, 2020

Procon: filho de deputada cassada Doutora Juliana é exonerado

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

O filho da deputada cassada Dr.ª Juliana Rodrigues, o advogado Diego Rodrigues, não é mais presidente do PROCON no Acre. A edição do diário oficial desta sexta-feira (06) trouxe a exoneração de Diego e a nomeação de Alana Carolina Lourentino Maia de Albuquerque para o cargo. Alana é indicação do deputado Pedro Longo (PV), justamente o parlamentar que substituiu Juliana , que teve o mandato cassado.
Além de Diego, o chefe de departamento João Batista foi exonerado, dando lugar a Camila Pereira Machado que passa a ocupar o posto
Sem força política o Republicano perdeu os dois deputados eleitos em 2018, sendo Juliana Rodrigues estadual e Pastor Manoel Marcos federal, ambos cassados por abuso do poder econômico e compra de votos na última eleição.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui