No menu items!
29 C
Rio Branco
domingo, novembro 29, 2020

Mau exemplo: candidatos e seus cabos eleitorais derramam santinhos até dentro das casa e população fica na bronca

Últimas

Canalhice: Militantes de Bocalom disparam vídeo de 2018 com Gladson pedindo voto para o 11

Mesmo com todo discurso de rigor anunciado pela justiça eleitoral do Acre, o segundo turno da eleição em Rio Branco se transformou na guerra...

Cientista avalia revés de Bocalom e subida repentina de Socorro Neri. Como será o amanhã?

O professor e cientista político Nilson Euclides da Silva entende que a prefeita Socorro Neri poderia vencer as eleições deste domingo se houvesse ao...

BMW assassina: desembargador nega pedido de Ícaro para substituir homicídio por crime de trânsito

A defesa do fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto, denunciado pelo assassinato da jovem Johliane Paiva, sofreu mais uma derrota na Justiça. O advogado...

Eleições 2020: antes de sair de casa, consulte seu local de votação

Neste domingo, 29, antes de sair de casa, o eleitor de Rio Branco pode consultar o local onde deverá votar. O endereço está disponível...

Tião Viana é elogiado por salvar a vida de anônimos e famosos no Acre

Tão logo deixou o governo do estado em dezembro de 2018, o médico Tião Viana retomou suas atividades nos plantões médicos. O governador que saiu...

Eleitores criticam muito fortemente a “irresponsabilidade” dos candidatos e seus militantes pelo derrame de material gráfico na madrugada deste domingo. Até dentro dos comércios, das residências, das escolas e noutros locais de votação se vê milhões de santinhos jogados. A legislação prevê multa aos candidatos.

Conforme disposto na Lei das Eleições 9.504/97, artigo 39, parágrafo 5º, inciso 3º, o chamado “derramamento de santinhos” configura propaganda eleitoral irregular. Ainda que realizado na véspera do pleito.

Caso ocorra no dia e horário da eleição, o descarte de material gráfico também pode ser enquadrado como crime de boca de urna,

“Eu já não queria votar. Agora é que não vou mesmo”, disse Juliana Menezes, do Bairro Tancredo Neves.

“Irresponsáveis”, reclamou o comerciante Jonas Vieira Bastos enquanto  varria o lixo para fora de seu comércio.

“A sorte deles é que eu estava dormindo. Isso não se faz. Será mesmo que esse tipo de atitude rende voto?”, questiona dona Maricelia Guimarães, do Bairro Alto Alegre.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui