No menu items!
27 C
Rio Branco
sexta-feira, dezembro 4, 2020

Blog do Assem: Minoru sinaliza apoio a Socorro Neri com transferência de votos de professores, alunos e técnicos da Ufac

Últimas

Nicolau Junior parabeniza Ronald Polanco pela presidência do Tribunal de Contas do Acre

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), em nome da mesa diretora e todos os deputados, parabenizou o novo...

Bocalom, o todo poderoso da vez, não emplaca o Produzir Para Empregar se não quiser

O jornalista Altino Machado e o ex deputado Luiz Calixto lembram o invejável rol de apoiadores de Bocalom, em comentários bem festejarmos na rede...

Ismael Tavares pode ser o novo presidente do Podemos em Rio Branco.

Filiado no PODEMOS-AC, Ismael Tavares é o preterido do Vereador eleito Arnaldo Barros para presidente do diretório municipal do partido em Rio Branco. Ele...

Inimigo da educação: Bolsonaro enfraquece Fundeb e professores ficarão sem reajuste em 2021

A Portaria interministerial 3, do governo Bolsonaro, que altera a gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos...

“ Musa Fitness do crime” volta às redes sociais, cita Deus, vira ré e fica frente a frente com juiz

Presa em flagrante no dia 26 de agosto deste ano pelo crime de tráfico de drogas, Ivanna Alencar de Souza, que ficou conhecido como...

O professor Minoru Kinpara teria alegado questões éticas para apoiar a também ex-gestora da Universidade Federal do Acre, Socorro Neri, no segundo turno das eleições municipais em Rio Branco.

Minoru foi terceiro colocado na votação de domingo, com 14.62% dos votos válidos.

Na manhã desta terça, Minoru receu “pessoas” em sua residência.

A esposa dele, Degmar Kinpara, por telefone, evitou comentar o assunto e não revelou quais eram as “visitas” que o casal recebeu.

“Estamos discutindo. Não posso adiantar nada por enquanto”, disse Degmar.

A tendência de apoio à prefeita ficou clara em reunião da cúpula do PSDB e do PSL, na tarde desta segunda-feira.

O encontro ocorreu após o senador Sérgio Petecão (PSD) buscar pessoalmente o apoio do PSDB. Petecão conversou com o vice-governador Major Rocha, para apoiar Bocalom. Rocha chamou os dirigentes, inclusive Kinpara, para a deliberação a favor ou contra.

Enquanto o PSDB aceita apoiar Bocalom, o PSL decidiu por ter mais cautela.

O PSL quer ter garantias de qual participação o partido terá numa eventual gestão Bocalom.

Kinpara, por sua vez, silenciou, e não seguiu a deliberação – nem do PSL, nem do seu partido, o PSDB.

O blog ouviu associados e dirigentes das entidades que representam técnicos (Sintest), professores (Adufac) e acadêmicos (DCE) da Ufac.

“No primeiro turno, havia três candidatos representando a universidade (Socorro, Zen e Minoru). Não seria ético declarar publicamente apoio a um apenas, por isso nós deixamos nossos associados à vontade para votar em quem quisessem. Agora, o cenário é outro. Restou a prefeita Socorro. E por uma questão óbvia, nosso direcionamento é pelo apoio incondicional a ela”, declarou um membro do Sintest.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui