No menu items!
23 C
Rio Branco
quinta-feira, dezembro 3, 2020

Deputados recusam pedido de afastamento cautelar de Nicolau Júnior da presidência da Aleac

Últimas

Bocalom conseguiria governar sem contemplar vereadores com cargos na prefeitura?

O prefeito eleito Tião Bocalom acertaria em rejeitar indicações de vereadores para cargos no município. A declaração dele, segundo a qual  os parlamentares não...

Fantasmas no Mais Médicos: diretor afastado do Hospital do Juruá favoreceu estelionato, diz PF

O diretor Técnico do Hospital do Juruá teria favorecido a prática de estelionato contra a administração pública, entendeu a Polícia Federal. Marcos Melo foi...

Fraude no Mais Médicos: juiz manda sequestrar veículos, casas e outros bens; diretor do Hospital do Juruá é afastado

A Polícia Federal em Cruzeiro do Sul, no bojo da operação “Choro de Hipócrates”, identificou que na região de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima,...

Veterinário, engenheiro e agrônomo: Governo do Acre divulga e homologa resultado final do concurso do Idaf

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf),...

helicóptero do governo volta em janeiro para cobrir Segurança e Saúde; Gladson vistoria manutenção

O governador Gladson Cameli esteve no hangar da empresa Líder no Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, vistoriando o helicóptero Esquilo B2 do...

Durante sessão extraordinária, presidida pelo deputado Jenilson Leite (PSB), na tarde desta quarta, 18, os deputados estaduais recusaram por unanimidade (16 votos) o afastamento do presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior (Progressistas) da presidência da Casa. Uma medida cautelar do Tribunal Regional Federal (TRF1) pedia que o parlamentar não só saísse da presidência por 90 dias assim como não mantivesse contato com os funcionários da Casa Legislativa Acreana. Na mesma votação as medidas cautelares contra os deputados Manoel Moaraes (PSB) e Antónia Sales (MDB) também foram rejeitadas.

O relator da matéria, deputado Pedro Longo (PV), que também é jurista, escreveu ao final do seu contra a medida do TRF1:

“Voto no sentido de sustar todas as medidas cautelares de afastamento do presidente Nicolau Júnior e dele não poder se comunicar com os funcionários da Aleac. Assim como às restrições aos deputados Manoel Moraes e Antonia Sales. Concluímos que está Casa Legislativa deva aprovar esse parecer. Essa resolução entra em vigor na data da sua publicação”




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui