No menu items!
24 C
Rio Branco
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Terceirizadas relatam escândalo no Depasa: emprego por sexo, esquema da gasolina e pagamento de salário às escondidas

Últimas

Gravações obtidas pela reportagem indicam que diretores do Depasa assediam funcionárias terceirizadas. Transar com alguns deles é a condição para garantir seus empregos. É o que está claro nos áudios que publicamos agora (Ouça acima e abaixo).

Funcionários prestam serviços sem contrato, sem carteira assinada.

O pagamento é feito em dinheiro, pelas mãos dos diretores do Depasa, em local descaracterizado. Os trabalhadores são instruídos a buscar seus salários sem a farda da empresa contratada, relata uma funcionária na gravação.

O assédio sexual ocorreu em vários momentos. Um deles, o mais evidente, foi numa bebedeira, quando, segundo uma terceirizada, um dos diretores lhe trancou no banheiro e lhe beijou a boca.

O ex-presidente Tião Fonseca é citado. O primo dele, Aruda Mamed, atual diretor Financeiro e Administrativo, também.

O Depasa foi comunicado da denúncia e ficou de enviar uma nota resposta à nossa redação.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui