No menu items!
25 C
Rio Branco
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Áudios, fotos e vídeos: juiz pode cassar diploma da mulher do deputado Jesus Sérgio, eleita em Tarauacá, por derrame de gasolina

Últimas

O acjornal teve acesso a uma ação de impugnação de mandato eletivo com fartas provas do que seria compra de votos para eleger a mulher do deputado federal Jesus Sérgio prefeita de Tarauacá. E, de fato, Maria Lucinéia (PDT) foi eleita com 5.461 votos.

O deputado era o coordenador de campanha da esposa. Um assessor dele, por nome Jarbas, funcionário da Saúde no município, vazou áudios em que admite ter sido constrangido ao ir buscar sacolões para entregar a eleitores. Ele conversa com o próprio deputado, que responde, numa tentativa de acamá-lo.

Os áudios estão no final desta reportagem.

Imagens foram feitas por populares faltando horas para a votação de 15 de novembro. Mostram uma multidão à espera de receber gasolina, mediante um caderno de anotações que já estava na mão do frentista de um posto de combustíveis da cidade Jair de Carvalho Andrade (veja acima), com nomes dos eleitores que supostamente venderam seus votos.

No porto de Tarauacá, dezenas de embarcações foram posicionadas para retirar e armazenar a gasolina. Galões de 14 e 20 litros também foram fotografados com nomes dos eleitores.

“Acionado pelo frentista, o senhor Jonh de Brito Figueiredo, responsável legal do posto e sobrinho do vice-prefeito eleito, rapidamente se deslocou até o local e informou aos policiais que levaria cópia da documentação necessária para comprovar a licitude das entregas dos combustíveis, porém, sem prestar qualquer outra informação que pudesse refutar a denúncia de compra de voto por combustível”, diz a peça judicial que pede a impugnação de Maria Lucinéia.

Outro detalhe curioso da denúncia:

Imperioso destacar que após tomar conhecimento do ocorrido o atual vice-prefeito e vereador eleito, Francisco Feitoza Batista, dirigiu-se a casa do senhor Michelski, acusando-o de ter sido o responsável pela denúncia prestada a policia civil, tendo, inclusive, desafiado a vias de fato, em claro ato de desespero, sendo a atitude gravada em vídeo”
Necessário ainda abrir um parêntese quanto a referida mídia, vídeo, vez que em um dos vídeos que circulam nas redes sociais o senhor Francisco Feitoza Batista relata sua preocupação com a apreensão do caderno de anotação, em clara demonstração de que ali está registrado o ilícito eleitoral.

A coligação derrotada, composta por DEM e PSDB, pede que a prefeita eleita não seja diplomada.

A ação de impugnação (veja a íntegra AQUI) reproduz o relatório policial de autoria dos agentes policiais Saymon William Silva de Araújo e José Aparecido dos Santos Lemos.

A DECISÃO AGORA CABERÁ AO JUIZ ELEITORAL DE TARAUACÁ.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui