No menu items!
26 C
Rio Branco
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Na disputa pela Presidência do Senado, Márcio Bittar nunca foi o preferido de Bolsonaro, apesar de toda babação

Últimas

É blefe a notícia de que Márcio Bittar é um dos cotados para presidência do senado, sendo um dos preferidos do presidente. O parlamentar acreano sequer aparece na lista de três senadores que o partido apresentou como prováveis candidatos.
Depois que o STF barrou a possibilidade de Rodrigo Maia (DEM) e Davi Alcolumbre (DEM) de disputarem novamente a eleição pela presidência da câmara e senado, partidos já se articulam para juntar maior número de apoiadores.

Em entrevista ao Portal de Notícias G1, o presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi (SP), disse que o partido tem sim interesse em disputar a sucessão de Alcolumbre e que estará apresentando três nomes para o debate interno na sigla. Dentre os nomes apresentados, não consta o do senador Márcio Bittar, como ventilaram alguns colunistas políticos locais.

O MDB tem maior bancada no senado com 13 parlamentares, que já decidiu os três nomes da sigla que concorrem ao posto de candidato. Os governistas Eduardo Braga (AM), Fernando Bezerra (PE) e Eduardo Gomes (TO), os dois últimos líderes do governo, que podem conquistar o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Do outro, a senadora Simone Tebet (MS), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que tem o aval de parlamentares considerados independentes.

Márcio Bittar vem sendo o que se pode chamar de ‘Testa de Ferro’ do presidente Bolsonaro, daqueles capazes de sair do salto para defender as pautas conservadoras propagadas pelo atrapalhado presidente.

Toda tietagem não foi suficiente para o senador acreano cair nas graças de Boslonaro, que deve embarcar na candidatura do senador Eduardo Gomes (TO), que tem a maior simpatia do planalto.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui