No menu items!
28 C
Rio Branco
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Agressão, indução ao aborto e cárcere privado: governo afasta chefe de segurança dos prédios do Acre após reportagem do acjornal

Últimas

Raimundo Dhione Cunha, o Raimundão, chefe de Segurança dos presídios do Acre, lotado no Iapen, foi desligado do cargo após denuncia publicada pelo acjornal nesta terça feira.

Raimundão é acusado por cárcere privado, agressão física e outros crimes contra uma colega de trabalho. A própria vitima foi à delegacia e relatou a violência.

A reportagem localizou a mulher mas ela não quis falar sobre o assunto, preferindo aguardar as investigações.

Leia a nota emitida há pouco pelo diretor presidente do Iapen.

Nota Pública

O governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), diante da denúncia agressão física, tentativa de indução ao aborto, cárcere privado, assédio moral e sexual contra uma subordinada no ambiente de trabalho, supostamente praticados pelo chefe do Departamento de Segurança e Execução Penal, R. D. da C. V., vem a público informar que:

O servidor em questão foi afastado de suas atividades e um processo administrativo será instaurado para apuração dos fatos, garantindo o contraditório e a ampla defesa.

Diante do contexto, é importante destacar que R. D., até o momento da denúncia, manteve uma conduta profissional ilibada e digna de ser seguida por seus pares e que o Iapen entende que o afastamento se faz necessário para garantir a lisura do processo.

Rio Branco – Acre, 9 de dezembro de 2020.

Arlenilson Cunha
Presidente do Iapen




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui