No menu items!
23 C
Rio Branco
quarta-feira, janeiro 27, 2021

Exclusivo: “abortei após levar soco no rosto. É um psicopata”, diz policial penal que engravidou do chefe de Segurança dos presídios do Acre

Últimas

Nossos repórteres dão sequência à cobertura do episódio envolvendo uma policial penal ameaçada e agredida pelo próprio chefe. Ambos trabalhavam no mesmo ambiente até a mulher buscar ajuda da polícia e da justiça.

Na entrevista abaixo (gravada), ela relata o comportamento possessivo e autoritário do chefe de Segurança dos Presídios do Acre, Raimundo Dhione Cunha, que já foi afastado da função após reportagem exclusiva do acjornal, na última terça-feira.  A vítima não será identificada. Leia abaixo:

Como era a relação de vocês?

Ele sempre teve esse perfil (de violência), tanto que eu fiquei afastada por um ano e quando eu voltei foi desde jeito (voltou tudo de novo). Fui agredida com um soco no rosto enquanto eu dirigia. Eu estava com dois meses grávida dele. E muitas outras coisas que estão no Boletim de ocorrência e serão apuradas. É constrangedor pra mim repetir tudo que eu falei ao delegado. Ele  achou que, por estar grávida, eu estava chantageando ele. Não e verdade que ele queria o aborto. A informação do cárcere privado também não procede.

Mas você abortou…

Sim, mas não foi induzido. E não sei se foi algo relacionado à questão emocional. Na maternidade, o exame disse que já fazia três semanas e meia que eu tinha perdido o bebê. Eu fiquei muito mal com tudo isso.

Percebe-se que a senhora ficou muito traumatizada. Como era a sua relação com ele?

Tipo um psicopata. Ele ameaçou manchar a minha imagem perante meus colegas de trabalho. Era um relacionamento abusivo. Tentava demonstrar que quer ficar com a pessoa e ao mesmo tempo parece que gosta de ver o sofrimento da pessoa sendo humilhada. Estou sendo acompanhada por psicólogo para reparar esse dano psicológico que ficou.

Defina psicopata no contexto da relação entre vocês?

Sugar o que é bom de você. Eu percebia que ele gostava de me botar pra baixo. Minha auto estima sempre estava para baixo. Quando eu estava melhor, ele me tratava mal. E virou um relacionamento doentio. Eu nunca concordei com a agressão e busquei na justiça para que a justiça seja feita.

Em que momento a senhora disse chega?

Não foi nem por causa do soco. É claro que isso pesou também. Mas as palavras ditas por ele sobre mim não admito. Ele nunca deixava nada claro. Sempre insistiu em manter esse relacionamento. Eu estava grávida e pedi para que ele fosse mais claro, e foi quando ele me ofendeu. Tudo que ele verbalizou ali culminou com minha decisão de procurar a justiça e não ter contato nenhum com esta pessoa.

O que ele disse ao saber que você estava grávida?

São palavras difíceis pra mim ouvir. Vagabunda…safada…p……..e eu falei na mesma hora que ouvi o que tinha que ouvir, e ele não precisava falar mais nada.

Satisfeita com o afastamento dele?

Fiquei triste com a nota do diretor do Iapen, que foi um tanto machista. Dizer que ele tinha conduta ilibada, que era exemplo para outras pessoas no trabalho. Que ia afastar só pra correr o processo. Ora, o Iapen foi incoerente. Eu sou a vítima e em momento algum eles foram solidários comigo.

Eu já me sinto um pouco aliviada tendo a certeza de que tá tendo uma resposta um pouco justa”. Mas também estou apavorada, principalmente por que eu estou sendo observada. Isso aconteceu quando eu estava no parque, às 5 da manhã, caminhando.

Como era a relação de vocês no ambiente de trabalho?

A gente quase não se encontrava no ambiente de trabalho. Quando ele se aproximou de mim, ele disse que era solteiro e morava com filhos. Ultimamente ele falou que era casado.

Como a senhora acredita que seus colegas estão vendo essa situação?

Eu não sei ainda. Tenho recebido apoio de alguns colegas. Mas eu tive que sair de todos os grupos. Algumas amigas me mandar mensagens de solidariedade. Me sinto um pouco mais tranquila. Pior seria se houvesse comentários machistas. Eu não estou preparada para voltar ao trabalho no momento.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui