No menu items!
23 C
Rio Branco
quinta-feira, janeiro 28, 2021

Policial penal confirma ameaças e pede ajuda: “estou apavorada. Ele disse que eu podia entrar na estatística do feminicídio”

Últimas

A policial penal agredida com um soco no rosto confirma ter sido ameaçada de morte pelo chefe de Segurança dos Presídios do Acre, Raimundo Dhione Cunha, com quem ela teve um caso amoroso. Uma gravidez não planejada é o centro da confusão que resultou no afastamento de Dhione, por determinação di diretor do Iapen, após reportagem denúncia do acjornal, na última terça-feira.

Em entrevista exclusiva, a mulher, que teve aborto espontâneo, revela o lado “psicopata de Dhione e conta o momento em que tomou um soco no rosto (reveja AQUI). Na segunda reportagem da série, ela detalha a ameaça (veja abaixo). “Ele disse que eu podia entrar para a estatística do feminicídio”.

Ela pede que seja cassado o porte de arma do ex-companheiro. E diz temer pela vida. “Estou apavorada”.

A policial penal não será identificada.

Eu tô com medo de sair de casa, ir no supermercado. Tenho medo pela minha integridade e dos meus filhos. TConfesso que tenho medo ate na minha casa, durante a noite, madrugada, quando a gente tá dormindo. Minha rotina foi alterada. Não posso mais correr no parque. O que mais tá pesando pra mim é a questão do medo, de sair na rua e acontecer qualquer coisa.

Houve ameaça real?

Ele tem vários cursos. Se for pra fazer maldade, ele sabe como fazer. O que eu preciso é passar um tempo fora do Acre, o que se torna meio inviável por que eu terei audiências aqui sobre esse processo. Se o estado não me oferecer um lugar mais seguro eu não saberei o que fazer.

A pessoa que tem coragem de dar um soco no rosto da mulher que tá grávida dele tem coragem de fazer qualquer coisa, inclusive matar. Ele falou que ia ficar na minha vida pra sempre. E se viesse piorar esse relacionamento eu poderia entrar nas estatísticas de feminicídio. Eu não tenho segurança.

A medida protetiva não consta a perda do porte de arma. Houve um erro de digitação, dizendo que ele não tinha porte. Já foi enviado um pedido de apreensão das arma, o que não aconteceu ainda. Isso é o meu maior medo. Sem o porte, seria mais difícil ele obter uma arma.

 

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui