No menu items!
24 C
Rio Branco
segunda-feira, abril 12, 2021

Juiz manda prender indígena que matou pai e irmão em Feijó

spot_img

Últimas

O indígena Joaquim Kulina, acusado de matar o próprio pai e o irmão, teve a prisão preventiva decretada pela justiça. A decisão foi do juiz da comarca de Feijó, Marcos Rafael, em audiência de custódia, realizado sábado, 9.
Em um dos trechos do decreto de prisão o magistrado escreveu: “a manutenção da prisão deve ser visualizada como garantia da ordem pública”.

Na decisão também foi levado em conta o fato de Joaquim Kulina ter praticado crimes contra o próprio pai e um irmão menor de idade, o que evidenciam periculosidade concreta, apta a incentivar a prática de novos delitos.

Joaquim Kulina foi preso em flagrante na tarde da última quinta-feira, 7, após matar a golpes de faca o próprio pai Levir Kulina e o irmão Dido Kulina de apenas 12 anos. O duplo homicídio aconteceu na Aldeia Múltipla Etnia, localizada no Rio Envira, zona rural do município de Feijó.

A motivação do crime foi uma discussão que teve início após Joaquim Kulina reclamar do seu genitor que estava deitado. O idoso foi morto com uma facada na região da garganta.
O adolescente Kulina foi questionar a ação do irmão e acabou assassinado também a facadas. O autor do duplo homicídio foi detido por indígenas.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui