No menu items!
27 C
Rio Branco
domingo, fevereiro 28, 2021

Blog do Assem: o desafio de Bocalom com a possível cheia do Rio Acre: como abrigar sem aglomerar famílias?

Últimas

Até duas semanas atrás o prefeito da capital tinha certeza que seriam dois problemas a menos nesse início de gestão: enchentes e Carnaval

Nesta quinta, amanhecemos com notícias desanimadoras, segundo as quais o Rio Acre, em Rio Branco, pode alcançar a cota de alerta nas próximas horas. E chove horrores nas cabeceiras, o que é um péssimo sinal. Alerta, inclusive, para outras cidades acreanas.

Bocalom precisaria de um plano infalível, capaz de abrigar desabrigados, administrar a desobediência civil de famílias acostumadas a isso, e sem fazer crescer os casos de Covid.

Difícil botar toda essa gente em cubículos que habitualmente são construídos lado a lado ali no Parque de Exposições.

Um risco a mais aos operadores da segurança e demais servidores da saúde – este fora da linha de frente de combate à pandemia, mas sujeitos em potencial à contaminação enquanto perdurar a possível cheia.

Os materiais de limpeza e higiene que geralmente são ofertados somente quando as águas baixam, para evitar infestações outras e o contágio por leptospirose e outras doenças tropicais, deverá ser uma medida urgente, imediata. Os gastos com álcool em gel, não previstos noutras enchentes, são obrigação para agora.

Sorte do prefeito que temos um governador sempre prestativo nas horas mais difíceis.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui