No menu items!
24 C
Rio Branco
segunda-feira, abril 12, 2021

“É melhor reclamar de um decreto do que chorar a perda de um ente querido”, disse Gladson Cameli

spot_img

Últimas

A afirmação do governador acreano foi uma reação à insurgência de parte dos comerciantes do estado. O governador ainda reclamou da postura de alguns de seus aliados, que ao invés de ajudar politizam o combate à Pandemia.

O governador Gladson Cameli concedeu entrevista ao Jornalista Iatan Arruda na tarde desta quarta-feira. Falou da decisão difícil de ter que tomar medidas mais rígidas para conter o avanço vida Covid. Disse que fará de tudo para não gerar prejuízos aos comerciantes, mas que nesse momento é necessário priorizar a vida das pessoas.

“Eu dialoguei com as federações e para evitar que o Acre se torne um Amazonas. Foi necessário tomar essas medidas. Temos números que indicam risco de colapso, não podemos negar que não temos leitos suficientes para a subida alarmante nos casos graves. Criamos o Refis, para ajudar os empresários e todos precisamos fazer nossa parte”, disse.
Gladson esclareceu a polêmica que se criou em torno dos leitos do Hospital Santa Juliana, onde segundo ele ficou parecendo que o estado não quis fazer convênio para adquirir UTI’s da Unidade.

“É bom que fique bem claro, que quem não quis as UTI’s foi o Santa Juliana. A direção do hospital foi quem não aceitou cumprir as normas que nós estipulamos. Quem não quer UTI em um momento como esse”? Indagou.

Gladson afirmou que vai fazer tudo para evitar mortes, mesmo que tenha que se desgastar ainda mais, pois há em aliados que não ajudam a despolitizar o combate a Pandemia.
“Quem mais politiza a pandemia são meus aliados internos, mas eu assumo as minhas responsabilidades. Vou até as últimas consequências para salvar vidas, pois é melhor chorar agora por conta de um decreto, do que pela morte de um ente querido”, disse o governador.

Gladson finalizou dizendo que amanhã devem chegar ao estado mais 24 mil doses de vacinas e que irá dialogar com ministério da saúde, acerca dos próximos envios e ações da pasta, para ajudar o estado nesse momento difícil.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

3 COMENTÁRIOS

  1. Não sou cidadão acreano nem moro naquele Estado. Mas lá e de lá conheço uma engenheira florestal, Mayara Machado, cujas frequentes postagens em suas redes sociais sempre dão conta das atitudes do Governador daquele Estado, Gladson Cameli. Sinceramente, faço um apelo às autoridades Planalto Central: observem a sabedoria emanada da Floresta. Esse Governador tem colocado a vida de seus compatriotas acima de tudo, sem fazer alarde. São medidas duras, mas, realmente, com muita austeridade, Cameli se faz respeitar, liderando pelo exemplo o povo das florestas. Eis aí um verdadeiro estadista… são lideranças dessa natureza que fazem falta nesse Brasilzão! Oxalá o vejamos outras vezes dando esse show de sensatez!

  2. Senhor governador se é para parar vamos parar tudo sabemos que se continuarmos com decretos e mas decretos só vai amenizar e não vai resolver o problema, todo o mundo está assim, se parar tudo vamos sofrer um pouco a economia vai parar tudo vai ficar difícil mas é melhor passar uns dias difícil do que passar o tempo de decreto e mas decretos e enquanto uns e outros estão em casa o restante por aí espalhando o vírus.
    Enquanto a vacina não chega pra resolver a única solução é lockdown sem exceções a humanidade vai ter que parar se quiser resolver esse problema.
    Se não parar tudo e esperar o tempo necessário para esse vírus nao se procriar infelizmente ele nao terá um fim e tão cedo não nos livrarmos dele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui