No menu items!
23 C
Rio Branco
segunda-feira, março 1, 2021

Assédio, ameaças e mortes por Covid: o drama da TV estatal aqui ao lado

Últimas

Não bastasse terem que lidar com o trauma da cobertura dos casos de Covid-19 e a falta de equipamentos e leitos no Estado, funcionários e colaboradores da
TV Encontro das Águas, antiga TV Cultura do Amazonas, vêm
sofrendo com casos de assédio moral, ameaças e falta de condições de segurança no ambiente de trabalho.

O caso resultou em uma ação do Sindicato dos Jornalistas do AM
junto aos Ministérios Públicos do Trabalho e do Estado, que solicitou
a intermediação dos órgãos.

O principal alvo da ação é Oswaldo Lopes Filho, diretor-
-presidente da Fundação Rádio e Televisão Encontro das Águas
(Funtea). Dentre as denúncias contra o executivo, estão uma
série de casos de assédio moral, perseguição e ameaça a funcionários. Em um dos casos, um colaborador chegou a registrar boletim de ocorrência para tentar
frear as reações e ameaças exageradas do gestor.

No caso mais recente, Lopes ameaçou não assinar a folha
de pagamento de janeiro após os funcionários solicitarem à
direção uma escala de trabalho  mais racional em decorrência
da pandemia. O pedido foi uma resposta à explosão dos casos de
coronavírus entre funcionários da estatal, que já registrou três
mortes em 2021.

A primeira morte foi em 8 de janeiro, do motorista Jânio Cruz,
que também já havia perdido mãe e esposa. Na última quinta-feira
(28/1) morreram o repórter cinematográfico Antônio Freire Toga,
de 67 anos, e Denison Marinho Diniz, de 56 anos, que integrava a
equipe de operações da emissora.

Vale destacar que o próprio Oswaldo está travando batalha
contra a doença e, segundo denunciaram alguns funcionários,
mesmo contaminado seguia comparecendo ao local de trabalho e participando de reuniões
em locais fechados.

Outra ação movida na justiça por funcionários informa que “as instalações da TV e Rádio Encontro das Águas se transformaram em verdadeiro foco do novo
coronavírus nessa segunda onda da pandemia em Manaus”.

Procurada, a direção da Funtea não respondeu ao contato até o
fechamento desta nota.

Jornalista e Cia




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui