No menu items!
24 C
Rio Branco
segunda-feira, março 1, 2021

Vídeos: Petecão e Mara Rocha, que já foi demitida e cerceada, discursam contra liberdade de expressão e pedem “punição” a jornalistas

Últimas

Deveria ser uma reunião da Bancada Federal para tratar dos interesses do estado. Mas o grupo de parlamentares federais, salvo poucos, veio “armado”, com dossiê em mãos, invertendo a lógica de tudo, gerar constrangimento e pedir ao governador a “cabeça” de jornalistas que criticam seus mandatos.

O senador Petecão, coordenador da bancada, fugiu à pauta já na abertura do encontro, na tarde desta quinta, no Palácio do Governo, fazendo o papel de advogado do senador Márcio Bittar, a quem ele, Petecão, e a deputada Mara Rocha, consideram imunes a críticas por ser “relator do orçamento e chegado a Bolsonaro”.  Um verdadeiro absurdo !!!

Foi uma tentativa infame de cercear a imprensa, querendo desenterrar a mordaça tão comum nos tempos de PT – e claramente desempregar comunicadores que cumprem suas obrigações constitucionais.

O senador usou termos impróprios, do tipo “pessoas que ganham do governo para bater”. E trouxe a tiracolo queixas de Bittar, outro inconformado com cobranças da imprensa por que ele não pisa no Acre, e até nas férias tem optado por litorais e terras mato grossenses.

O ataque do senador é facilmente desconstruído, pois não há sequer indícios de que o Estado interfira no pensamento e na forma de jornalistas se expressarem.

Ademais, o parlamentar, de acordo com o Portal Transparência do Senado, destina valores altíssimos a setores da imprensa (veja nota abaixo) habituados a constranger o chefe do Executivo em manchetes propositadamente  vexatórias.

Onde está escrito que senador, deputado, são inimputáveis, não podem ser criticados, cobrados, fiscalizados?

O que pretende um político impondo censura, calando a mídia, negando ao cidadão o direito à informação?

Intrigante, ainda, a mudança de postura – e compostura – da deputada tucana, logo ela, demitida da TV Gazeta por, investida em sua legítima missão de jornalista, ter criticado o governo do PT. A então carismática âncora foi expulsa da bancada do Gazeta em Manchete a mando do governador à época, e, graças à comoção gerada pela demissão arbitrária, violenta, ganhou notoriedade política e findou sendo eleita autoridade da República.

No vídeo abaixo, Mara pede que familiares de repórteres e internautas sejam desempregados. E desliza no infeliz discurso ao citar o jornalista Altino Machado como petista.

Fica o repúdio do blog á insana investida dos parlamentares contra aquilo que eles juraram proteger.

Que, ao invés de agir sorrateiramente, busquem o Judiciário. Ao juiz caberá decidir, afinal todos devem ser responsável pelos seus atos.




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui