No menu items!
20 C
Rio Branco
sábado, maio 15, 2021

Nem água mineral: Aleac, 3º maior orçamento do estado, ficou devendo uma ação solidária aos desabrigados

spot_img

Últimas

A Assembleia Legislativa do Estado do Acre deixou a desejar enquanto “Casa do Povo” que se diz ser. A mesa-diretora acredita que solidariedade alimenta, mata a fome?

Não vieram a público dizer qual gesto solidário fizeram ou farão para ajudar as mais de 500 famílias expulsas de suas casas pelas águas dos igarapés Batista, Judia e São Franco.

Nenum dos 24 deputados sujou os sapatos.

Parece muito cômodo emitir notinha na rede social – algo que os principais interessados jamais irão ver.

As famílias precisaram de alimentos, colchões, materiais de limpeza e água potável, sabão em pó, roupas, água sanitária.

A casa de orçamento milionário não entregou um galão de água aos necessitados.

As fortes chuvas que desalojaram centenas de famílias em 20 bairros de Rio Branco, causaram estragos irreparáveis, pessoas perderam tudo e agora contam com a solidariedade da população e da assistência social do estado, prefeitura municipal e alguns poderes que buscam ajudar de alguma maneira. Até a OAB entrou na corrente pela arrecadação de donativos.

O governador Gladson Cameli, que mesmo na guerra contra a covid-19, correndo para montar mais leitos de UTI’s nos hospitais do Acre, se solidarizou às famílias e junto com a primeira Dama Ana Paula levam assistência e apoio em diversos bairros da capital.

É vergonhoso uma casa que tem representatividade de toda camada da sociedade não promover uma ação social de apoio aos desabrigados.

Parlamentares fizeram uma ou outra doação, mas sendo de responsabilidade individual, sem participação da mesa diretora da casa.

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui