No menu items!
20 C
Rio Branco
sábado, maio 15, 2021

Acre: MP acusa “sem provas” e juiz absolve policial penal preso por deixar droga em lixeira do presídio

spot_img

Últimas

O Policial Penal Ademir Vasconcelos, denunciado por deixar droga em uma lixeira no presido, foi absolvido das acusações por tráfico de drogas e associação para tráfico. A decisão foi do juiz da 1ª Vara Criminal Raimundo Nonato Costa Maia. Na mesma sentença o magistrado condenou o detento Geovânio Silva Melo, que recolheu o entorpecente.

Geovânio foi condenado a 7 anos e 7 meses de prisão em regime fechado e não poderá recorrer da decisão em liberdade.

O policial penal Ademir Vasconcelos e o detento foram presos no dia 15 de maio do ano passado no interior do Presídio Francisco de Oliveira Conde.

Na decisão que absolveu o agente de segurança publica o magistrado entendeu que as provas não eram suficientes para uma condenação.

“Condenar sem provas sólidas é o mesmo que condenar por suposições”, disse o magistrado em um dos trechos da decisão. O comentário é uma crítica indireta à acusação feita pelo Ministério Público do Acre.

Aldemir estava afastado, mas recebia seus salários em dia.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui