No menu items!
20 C
Rio Branco
sábado, maio 15, 2021

Passageiros da Transacreana, incluindo crianças, passam fome há 36 horas em trecho interditado da BR 364; paciente desmaia

spot_img

Últimas

Há 36 horas, a empresa Transacreana não faz absolutamente nada em socorro dos  passageiros no trecho interditado da BR 364. A empresa detém o monopólio da linha Rio Branco – Cruzeiro do Sul (e no sentido contrário também). Uma mulher que vinha para a capital em tratamento de saúde desmaiou de fome, no início desta noite. Antes de passar mal, a mulher falou ao acjornal, com exclusividade (veja no vídeo abaixo), em duras críticas á empresa. Ele disse que há muitas crianças nos dois ônibus que estão parados desde a terça-feira num ponto crítico de alagamento, distante apenas 8 quilômetros de Sena Madureira em direção a Manoel Urbano. Populares sugerem que a empresa autorize o ônibus que veio de Cruzeiro do Sul a voltar, levando os passageiros que saíram de Rio Branco, e o veículo que saiu do Vale do Juruá façam baldeação para levar os passageiros com destino à capital. Até por volta de 18:30h a Transacreana não havia dado respostas.

A fila de carros não pára de crescer. O engenheiro Thiago Caetano, representante do DNIT, está no local. Funcionários do Deracre também. O reparo feito no trecho inundado não deu resultado satisfatório. Jogaram pedras soltas sob a água. Os veículos mais pesados desfazem o reparo e os carros de passeio continuam aguardando dos dois lados.

 

 

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui