No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, abril 20, 2021

Carro, cama, sofá, TV, geladeira: em Sena, quem volta para casa vê cenário de guerra com tudo destruído pela cheia do Iaco

spot_img

Últimas

Após ficar oito dias com mais de 80% do perímetro urbano debaixo d’água, Sena Madureira vive hoje cenas de pós-guerra nos bairros que foram afetados pela cheia do rio Yaco.

A lama deixada pelas águas criou uma situação de pântano nas ruas e calçadas dificultando a locomoção dos pedestres.

Com a volta de algumas famílias para casa, os móveis e objetos domésticos destruídos pela inundação estão sendo jogados na calçada para a prefeitura remover ao lixão.

São geladeiras, fogão, cama, sofá, guarda-roupa, ventilador e até televisão deixadas para trás quando da evacuação dos bairros com a chegada da água.

O dono de uma oficina na rua Siqueira Campos, no centro da cidade, não teve tempo de retirar os carros dos clientes e boa parte foram afastados pela correnteza.

No vizinho bairro, cafezal, o motorista confiou que a enchente não fosse subir tanto e quando pensou em levar o carro para terra firme já estava ilhado.

Após a água baixar foi que ele foi encontrar o veículo há dois quarteirões de casa com os vidros quebrados pela correnteza, estofamento destruído pela água e motor danificado.

A prefeitura local convocou todos os funcionários das secretarias de obra, garagem e serviços urbanos para trabalharem recolherem o entulho nas regiões já desocupadas pelas água.

Às 11horas deste sábado (27) cerca de seis bairros de Sena Madureira ainda permaneciam debaixo d’água. A vazante nos outros quatro bairros da cidade ainda não permitia o retorno de todas as famílias desabrigadas às suas casas.

Veja imagens:




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui