No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, abril 20, 2021

Assis Brasil: de cada 10, nove testam positivo para Covid e imigrantes infectados circulam; secretário sugere tirar população da rua

spot_img

Últimas

O município de Assis Brasil é atualmente a área mais perigosa e fácil de contrair coronavírus. Na semana passada, de cada 10 testes em moradores da cidade, 9 testaram positivo, e para piorar os imigrantes se negam a fazer os exames e podem deixar a cidade sitiada.

Na lista da secretaria de saúde do estado, Assis Brasil, na fronteira com o Peru, é o município com a maior incidência da covid19, proporcionalmente. Chega a ser duas vezes e meia maior que a de Rio Branco. Enquanto na capital o índice é de 6.290 para cada 100 mil habitantes em Assis Brasil a incidência é de 15.317, segundo o boletim divulgado no último final de semana.

É também o município com o maior índice de mortes. Oficialmente são 1.154 casos com 14 óbitos, uma mortalidade de 185 por 100 mil habitantes, a maior do estado. O governo busca resposta para saber porque o município com 7.500 habitantes tem tantas baixas,

Palco de uma crise humanitária, Assis Brasil tem 400 migrantes retidos na fronteira impedidos de passarem para o Peru. A prefeitura da cidade de inapari, do lado peruano, tinha anunciado há duas semana que 12 haitianos tinham testado positivo para o coronavírus. Uma migrante, inclusive, está internada em estado grave no pronto socorro de Rio Branco.

Por enquanto a secretaria de saúde não faz a relação do aumento de casos com a chegada dos imigrantes. Segundo o Secretário Alisson Bestene, é preciso juntar dados para poder descobrir o verdadeiro motivo.

Só que o governo enfrenta uma outra situação que impede a secretaria de saúde cruzar os dados e descobrir se existe uma relação dos imigrantes com o aumento de casos: O grupo, principalmente os haitianos, se negam a fazer os testes.

“O que sabemos é que precisamos agir rápido naquela cidade e fazer o maior número de testes possíveis e tirar as pessoas das ruas. É preciso quebrar a rede de contágio. A recusa dos imigrantes atrapalha nosso projeto”, disse.

Outra cidade que preocupa é Xapuri, onde a incidência da covid19 chega a 12.640, o dobro de Rio Branco.

Com 157 mil casos notificados e 1.000 mortos, o Acre vive a pior fase da covid19. Falta o resultado dos testes da Fiocruz, mas tudo indica que a nova variante, altamente contagiosa, já esteja no estado. “o mês de março nos preocupa bastante, pode trazer para o os municípios do Acre um cenário de caos. As pessoas precisam se conscientizar dos perigos que é essa doença”, alertou o secretário.

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui