No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, abril 20, 2021

Produção, Educação e Detran: como repercutem as mudanças no primeiro escalão do Governo do Acre

spot_img

Últimas

A Federação da Agricultura e Pecuária do Acre repudia possível exoneração do secretário de produção e agronegócio, Edvan Maciel. Uma nota foi publicada nos principais veículos de comunicação e enviada diretamente ao governador Gladson Cameli. Nas redes sociais, os grandes produtores e pecuaristas se organizam para falar com o governador e reclamar da mudança. “Em time que está ganhando não se mexe”, diz um trecho da nota.

Já outra mudança, dessa vez já certa e oficial, foi a exoneração do diretor presidente do Detran, Luiz Fernando Maia. Depois de dois anos e 3 meses foi retirado do quadro, e, tudo indica que o motivo é o fato da ligação do diretor com o senador Sérgio Petecão.

Possível adversário de Gladson na próxima eleição, Petecão está perdendo todos os cargos no governo. Na cadeira de Luiz Fernando, assume Taynara Martins Barbosa, que já trabalha no Detran e é do quadro da polícia militar.

Mudança também na secretaria de educação. Essa vem disfarçada de afastamento, mas, na verdade, por ser a saída em definitivo de Mauro Sérgio Ferreira, que em duas semanas enfrentou dois escândalos seguidos com operações da polícia que envolviam busca e apreensão, prisão de servidores da secretaria de educação e de empresários.

O cenário aponta que a secretaria de educação era uma fonte de corrupção. Primeiro com o desvio de recursos na ordem de R$ 2,4 milhões na compra de 2.000 computadores. Um esquema que envolve o ex secretário adjunto de educação Márcio Mourão, já dedmitido.

Na semana passada mais 2 servidores da secretaria foram presos juntamente com 4 empresários. Dessa vez, o desvio de recursos foi na compra de alimentos que seriam distribuídos para famílias carentes.
Em nenhuma das investigações foi apontado culpar para o secretário Mauro Sérgio Ferreira, mas não ficou fácil para ele explicar como a pasta na qual era responsável era porta aberta para desvio de recursos públicos.

Na manhã dessa quinta-feira o diário oficial do estado trazia o afastamento de Mauro Ferreira. Será por um prazo de 30 dias. De acordo com a decisão do governador Gladson Cameli, o retorno está marcado para o dia 16 de abril. No seu lugar, o diário trazia informação que a diretora administrativa, Andreya de Oliveira abomorad, vai responder pela pasta, entretanto, quem pode assumir a cadeira de secretária é a ex-prefeita de Rio Branco Socorro Nery.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui