No menu items!
23 C
Rio Branco
domingo, abril 11, 2021

Acre garante auxílio financeiro, comida, roupa e abrigo a indígenas venezuelanos

spot_img

Últimas

As famílias indígenas venezuelanas que ficam nas ruas de Rio Branco pedindo dinheiro já estão amparados pelo estado. O governo há mais de um ano conseguiu documentos e todas as famílias recebem bolsa família e até o auxílio emergencial. Além do recurso, nos abrigos recebem café da manhã, almoço e o jantar.
Nessa quarta-feira, a secretaria de ação social do estado, levou para a chácara Aliança, no bairro Irineu Serra, 16 famílias que estavam em uma escola no bairro Cidade do Povo. A chácara aliança voltou a receber imigrantes, dessa vez são indígenas 65 venezuelanos, sendo a maioria crianças.
A secretaria acredita que o local é bem melhor e apto para receber 65 pessoas que vão ganhar mais espaço e comodidade. A chácara que já foi abrigo dos haitianos, possui vários quartos com banheiros, local para lavar roupa e até uma cozinha.
Além da chácara Aliança, a secretaria de ação social mantém outro abrigo para os venezuelanos. É um grupo não indígena, que fica separado em quartos localizados na sede da secretaria. São venezuelanos que estão entrando no Brasil via Acre, em busca de emprego em cidades como são Paulo. Segundo André Crespo, diretor interino de direitos humanos da secretaria de ação social, os não índios ficam apenas por um pequeno período, até conseguir a documentação e poder sair do Acre, que virou uma rota para esses migrantes que fogem da política adotada na Venezuela. “Precisamos separar esses grupos que vivem e forma diferente e tem objetivos diferentes. Separamos até para evitar confusão entre eles”, declarou.
Com a locação da chácara Aliança, o governo do estado passa a gastar com abrigos mais de R$ 60 mil por mês, somando aí o gasto com alimentação e água.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui