No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, abril 20, 2021

Bestene vê perseguição e influência de Major Rocha para atingí-lo

spot_img

Últimas

O deputado estadual José Bestene (PP) anunciou que está processando o vice-governador Major Rocha(PSL), jornalistas e o site ac24horas. O parlamentar diz ter certeza que o noticioso, do qual o vice governador seria sócio, requenta informações antigas sobre as investigações na compra de computadores na Secretaria de Educação, sem apresentar fato novo. O objetivo, diz o deputado, é tentar associar o seu nome, sua imagem e sua reputação ao assunto que o próprio governador Gladson Cameli já mandou apurar.

Bestene cobra na justiça que Major Rocha prove seu envolvimento no caso. Na sessão desta quarta-feira, o deputado do PP revelou sua suspeita sobre uma possível influência exercida pelo militar a setores da Segurança Pública afim de direcionar as investigações.

Na invasão da residência do proprietário da empresa, não acharam nada e não tem um elemento novo. Eles estão induzindo o Ministério Público a agir como juiz. Na época da FPA o Cristiano Oliveira (empresário investigado) já vendia e alugava computadores. Ele não é bandido’, disse. Bestene diz que o pagamento adiantando foi pactuado com TCU e que não tem processo nenhum que mostre corrupção na compra dos equipamentos.

Ele suspeita que as denúncias estejam sendo forjadas para desgastar sua imagem.

“Esse processo foi instaurado dentro da Polícia Civil, não tem nada no Ministério Público. Esse rapaz que está sendo denunciado gera 40 empregos no estado. Quem o conhece sabe de sua sinceridade”, disse.

O deputado reafirmou que vai cobrar do ministério Público o andamento de processos que investigam delegados por tortura. “São investigações paradas. E por quê? Vou provar o que está por trás de tudo isso”, afirmou.

“Enquanto tem delegado perseguindo gente que não deve nada, deveriam estar lutando contra atuação das facções, que dominam territórios na cidade e não se vê um delegado desse presente nesses locais. Gostaria de ver a Polícia Civil começar a trabalhar contra o crime organizado, pois pessoas estão tendo suas casas invadidas e precisamos de uma respostas para a sociedade,” afirmou.

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui