No menu items!
26 C
Rio Branco
terça-feira, abril 20, 2021

Pedofilia no Bujari: polícia identifica e prende suspeitos. Um deles abusou de crianças durante anos

spot_img

Últimas

Ascom/Policia Civil

A Polícia Civil no município de Bujari, distante da capital 22km, cumpriu na tarde desta quarta-feira, 07, dois mandados de prisão temporária contra indivíduos suspeitos de abusarem sexualmente de crianças no município.

A suspeita é de que um deles teria abusado de várias crianças durante anos e nunca tinha sido denunciado, porém uma das vítimas teve coragem de relatar os fatos aos pais, os quais registram a ocorrência e a Polícia Civil, após investigação preliminar sobre os fatos, representou pela prisão do suspeito.

O segundo suposto abusador, teria abusado de sua enteada, criança com apenas 10 anos de idade. A mãe compareceu à Delegacia desesperada e relatou os fatos. Da mesma forma, a Polícia Civil, de forma rápida, após averiguações preliminares, representou pela sua prisão temporária. Após o cometimento do suposto crime, o indivíduo fugiu para outro município, porém foi localizado, capturado e se encontra preso aguardando o decorrer da investigação.

De acordo com o delegado que preside o inquérito policial, Bruno Coelho, mais de 30 pessoas estão sendo investigadas pelo crime de estupro e estupro de vulnerável no município de Bujari.
“É um crime repugnante que merece toda a atenção da Polícia Civil, assim como dos demais órgãos responsáveis pela instrução criminal, visto que as vítimas são pessoas indefesas e que sofrem de forma demasiada com tais abusos. Além disso, carregam um trauma pelo resto de suas vidas, ocasionando, muita das vezes, depressão e até suicídio. Diante disso, estamos trabalhando de forma intensa para investigar e tirar de circulação quem comete este tipo de crime que causa indignação na população como um todo”, ressaltou Delegado Bruno Coelho.

Para mais, o Delegado afirma que as denúncias referentes a tais crimes tramitam em segredo de justiça e têm sigilo total. Enfatizou, ainda, que tanto as vítimas quanto os familiares que necessitarem de acompanhamento psicológico serão encaminhadas ao CRAS local, onde ficou acordado com a Autoridade Policial que terão tratamento prioritário e sigiloso, visto que Bujari é um munícipio pequeno onde as pessoas se conhecem.

Por fim, disse que é de suma importância que as vítimas denunciem estes crimes, tendo em vista que, na maioria das vezes, ocorrem entre quatro paredes, sendo vital para a investigação e punição dos infratores os relatos das vítimas.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui