No menu items!
21.3 C
Rio Branco
quarta-feira, junho 16, 2021

Acusado de matar mulher na frente do filho, após receber ligação, vai a júri popular

spot_img

Últimas

O Juízo da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco determinou Euclides Alves de Oliveira, suspeito de matar a companheira Jéssica dos Santos Paula, em Cobija, na Bolívia, em 2018, na frente do filho deles deve ir à Júri Popular.
Consta no processo que, Euclides Alves, teria matado Jéssica com tiros por causa de ciúmes. Então, a denúncia foi apresentada ao Judiciário em março de 2020 e a decisão de pronuncia do réu está assinada pela juíza de Direito Luana Albuquerque.
Segundo a decisão, ele deve ser julgado por homicídio qualificado por motivo torpe, feminicídio, violência doméstica e crime cometido na frente do filho da mulher.
Na pronuncia do suspeito, a magistrada observou que ele confessou. Além disso, a juíza Luana falou sobre a qualificadora do motivo fútil: a vítima teria recebido uma ligação não identificada e isso teria gerado o crime.
“O motivo fútil consistiu no fato de que o agente tinha ciúmes e isso gerava constantes brigas entre o casal, e no dia do crime a vítima teria recebido uma ligação não identificada, o que gerou a conduta”, registrou a magistrada.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias