No menu items!
22.3 C
Rio Branco
segunda-feira, junho 14, 2021

Ministro manda readmitir policial federal do Acre acusado de matar a filha de 2 meses

spot_img

Últimas

O ministro Anderson Gustavo Torres (Justiça e Segurança Pública) determinou a reintegração do policial Dhyemersonn Cavalcante Gracindo dos Santos, réu numa ação criminal sob a acusação de ter matado a própria filha de 2 meses, por asfixia.

O ministro cita a ocorrência de um parecer jurídico em favor do policial, mas não deu detalhes sobre quais argumentos teriam derrubado a ordem anterior que resultou na demissão de Dhyemersonn. O parecer que, por enquanto, mantém o policial no emprego, é da Advocacia Geral da União (AGU).

A mãe do policial, Maria Gorete Cavalcante, que também é ré sob a suspeita de matar a pequena Maria Cecília Pinheiro, em março de 2019, será interrogada junto com o filho, em 1 de julho, segundo agendamento da 2a Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar.

Pai e avó da Maria Cecília são denunciados pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e emprego de asfixia, recurso que dificultou a defesa da criança.

A enfermeira Micilene de Souza, mãe da pequena Maria Cecília, acusa o policial federal de premeditar a morte da criança junto com sua mãe. O motivo seria porque ele não queria pagar a pensão alimentícia.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias