No menu items!
21.3 C
Rio Branco
quarta-feira, junho 16, 2021

“Estou tranquila”, diz Socorro Neri, que não é investigada mas pretende colaborar com CPI da Covid no Senado

spot_img

Últimas

Prestes a ser convocada pela CPI da Covid, do Senado Federal, a ex prefeita Socorro Neri, de Rio Branco, disse que está tranquila e pronta a repassar todas as informações que forem requisitadas pelos senadores membros da comissão.

O requerimento para convocação dos governadores, prefeitos e ex prefeitos deve ser votado e aprovado nessa quarta-feira. A CPI vai chamar os gestores e ex gestores que tiveram problemas em investigações da Polícia Federal.

Os delegados vieram a público esclarecer que Socorro Neri não foi e não está sob investigação.

No início da pandemia a prefeitura de Rio Branco comprou 32.000 litros de álcool em gel e pagou o dobro do preço. Investigadores apontaram prejuízo de R$ 1.075.200,00 ao erário. Foram comprados ainda, em sobre preço, segundo as investigações, um milhão de máscaras.

Durante uma operação, a polícia federal chegou a prender empresários e ouviu o então secretário de saúde Otoniel Almeida, que acabou exonerado.

A PF descobriu um esquema de propina no qual os empresários do Acre buscavam dinheiro em São Paulo e traziam a propina em malas. Todos estão sendo acusados de montagem processual, simulação de pesquisa de preços e falsidade de assinaturas.

A ex-prefeita, agora secretária de Educação do Acre, disse em entrevista que está tranquila e pronta a repassar todas as informações aos senadores membros da CPI. Ela vai esperar o resultado da investigação da Polícia Federal e justificou que os valores pagos a mais no álcool e máscaras, à época, é porque estavam faltando os produtos no mercado. “É preciso lembrar que naquele período tínhamos urgência nos insumos e o mercado não tinha produto suficiente para atender as demandas, por isso os preços ficaram mais altos em determinado período. Mas para a gestão havia urgência em conseguir, por isso preços acima do que era cobrado normalmente no mercado”, destacou.

A ex prefeita disse que está com todo a documentação pronta para levar a CPI e quer deixar claro que ela não participou de esquema de sobre preço e montagem de processo de licitação, e até defendeu a CPI do Senado como forma de apontar as irregularidades no país, não só nas compras de equipamentos e insumos, mas na condução dos gestores nas ações de combate a covid19.

Além de Socorro Neri, a CPI pode convocar 9 governadores e mais 12 pessoas entre prefeitos e ex-prefeitos. As capitais que sofreram ações da polícia federal foram: Aracaju, fortaleza, Macapá, Recife, Rio de Janeiro, São Luiz e Rio Branco.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias