No menu items!
22.3 C
Rio Branco
segunda-feira, junho 14, 2021

Cantora que cometeu suicídio em Xapuri sofria violência doméstica por parte do namorado

spot_img

Últimas

 

Em um boletim de ocorrência registrado na delegacia da cidade de Xapurí (AC) no dia 14 de outubro de 2020, a cantora e estudante de medicina Caliane Soares relatou sofrer violência doméstica pelo namorado, na época João Paulo da Silva Tavares. A motivação da violência teria sido uma crise de ciúmes pelo namorado. Caliane admitiu na delegacia a sua insatisfação com o comportamento abusivo do companheiro.

Segundo o ministério publico estadual o crime teria sido praticado com grave ameaça à vida da vitima e agressão física que resultou em lesão corporal, comprovada por meio de exame de corpo de delito feito pela cantora na época.

Na quarta-feira desta semana (26/05) o juiz da comarca de Xapurí (AC) Luiz Gustavo Alcaíde Pinto, decretou a prisão preventiva de João Paulo, mediante a informação de que ele pretendia fugir da cidade ao tomar conhecimento de que seria sentenciado pelo crime de violência doméstica.

Um mês e vinte e dois dias após registrar queixa crime contra o namorado e por fim ao relacionamento, considerado por ela abusivo, Caliane Soares foi encontrada morta pelo próprio João Paulo, na área de serviço do apartamento onde morava sozinha no centro da cidade de Xapuri.

Na época, ele disse à policia que tentou falar com a ex-namorada varias vezes durante a madrugada e como ela não atendeu ao telefone ele decidiu ir até o apartamento dela. Ao pular o muro, disse ele, encontrou o corpo da cantora pendurado por uma corda.

Mais cedo, naquela mesma noite, Caliane Soares havia participado do aniversário de uma tia, cantado para os familiares e saído do local sozinha, sem demonstrar sintomas de depressão ou preocupações que a levassem a tirar a própria vida horas depois.

A investigação policial encerrada 20 dias após a morte da cantora concluiu que ela teria cometido suicídio, mas os motivos até hoje ainda são mistério para a família de Caliane Soares.

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias