No menu items!
22.3 C
Rio Branco
segunda-feira, junho 14, 2021

“César Messias não aceita o sucesso de Gladson”, volta aos braços do PT e se distancia da família e dos eleitores do Juruá

spot_img

Últimas

Enquanto os integrantes da família Messias Cameli vencem suas diferenças políticas pessoais em torno do apoio à reeleição do governador Gladson Cameli, seu primo Carlos César Correia de Messias insiste em remar contra a maré, apoiando o PT, principal adversário da família desde a década de 1990.

Recentemente o ex-deputado estadual e ex-prefeito Vagner Sales, sua esposa, a deputada estadual Antônia Sales, sua filha, a deputada federal Jéssica Sales, e o filho Fagner Sales, em um gesto importante de unidade familiar e política, reafirmaram o compromisso de apoiar à reeleição de Gladson em detrimento de outros candidatos.

Na contramão, César Messias segue fazendo oposição e se unindo aos petistas, apesar da amizade pessoal e vínculo familiar com o pai de Gladson, o empresário Eládio Cameli.

No feriado de Corpus Christi, César reafirmou essa aliança em reunião com o ex-senador Jorge Viana.

“O César não aceita o sucesso político do Gladson. Ele queria para si esse sucesso, por isso insiste em se aliar aos seus inimigos e se distanciar da família na esperança de ocupar esse posto que nunca será seu”, afirma um amigo da família.

Quando Gladson apoiou Socorro Neri, César sequer se aproximou, embora fosse, naquele momento, o presidente do PSB, partido da então prefeita de Rio Branco.

O clã Cameli não espatifou, e não espatifará. Não por isso !!!




- Advertisement -spot_img

Mais notícias