No menu items!
22.3 C
Rio Branco
segunda-feira, junho 14, 2021

Blog do Assem: a presepada do Petecão e a importância de Kinpara sem a sombra do Major Rocha em 2022

spot_img

Últimas

Nas últimas eleições municipais, o ex-reitor da Universidade Federal do Acre e ex-presidente do PT no Estado, Minoru Kinpara, foi a noiva mais disputada do pleito.

Isso lhe deu o direito de escolher para onde queria ir e com quais regalias. Escolheu o pior lugar: os braços do vice-governador, Major Rocha, e terminou em terceiro lugar na disputa.

Mas Minoru ainda tem um nome forte e, embora não conte mais com o apoio da grande maioria dos evangélicos que votaram nele para o Senado em 2018, pode ser, sim, o grande calcanhar de Aquiles, por exemplo, do ex-senador Jorge Viana, que ajudou, e muito, a derrotar em 2018.

A presepada do senador Petecão em negar o óbvio, ou seja, que tinha convidado Minoru para ingressar no PSD, pode custar caro para ambos.  Se Minoru for pro PSD, aceita as regras de Petecão, que, inclusive, o chamou de mentiroso nas redes sociais, apesar das afirmações do próprio Minoru sobre o convite.

Se declinar da proposta, segue sendo uma noiva das mais cobiçadas e, porque não, pode ingressar no PP, se tornar o candidato único da chapa de Gladson Cameli, que, fortalecido, pode fechar a conta ainda no primeiro turno.

É, portanto, mais uma pedra no caminho do ex-senador Jorge Viana, que conta com certo, como contava em 2018, sua eleição para o Senado, com pretensões de retornar às luzes da ribalta e ao lucrativo mercado do lobby brasileiro.

Aguardemos os próximos movimentos do ex-reitor. Acertadamente, penso eu, decidiu que não se move no tabuleiro da sucessão de 2022 sem ouvir seu grupo político




- Advertisement -spot_img

Mais notícias