ACRE

Rio Branco apresentou a maior redução em mortes violentas do país, diz Anuário Brasileiro de Segurança

Published

on

A maior redução na variação da taxa de mortes violentas intencionais entre as capitais brasileiras em 2021, de acordo com a 16ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta terça-feira (28), foi registrado em Rio Branco: – 48%.

A capital do Acre teve queda de 44,5 nas mortes violentas por mil habitantes em 2020 para 23,1.

Já Macapá é a mais violenta entre as capitais. De acordo com o anuário de segurança, a cidade amapaense registrou taxa média de 63,2 mortes violentas por 100 mil habitantes no ano passado.

Na média geral entre as capitais, segundo o anuário, houve queda de 7,9% no índice de 2020 para o ano passado.

Segundo o anuário, apesar da melhoria no indicador, o Brasil ainda convive com violência extrema, sendo responsável por um em cada cinco homicídios que ocorrem no mundo (20,4% do total). A maior parte das vítimas dessas mortes violentas e intencionais no país é negra (77,9%), do sexo masculino (91,3%) e jovem entre 12 e 29 anos (50% do total).

Leia Também:  Lula oficializa candidatura neste sábado

Por Notícias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ACRE

Saúde do Acre notifica raiva humana em paciente de Cobija, na fronteira

Published

on

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio da Secretaria Municipal de Saúde de Brasileia, informou nesta terça-feira, 16, o registro de um caso de raiva humana, na cidade fronteiriça de Cobija, na Bolívia. O paciente está em coma e não tem antecedentes de mordedura de cão ou gato. A infecção foi diagnosticada na quinta, 11.A doença é caracterizada por sintomas neurológicos em animais e seres humanos. O vírus multiplica-se no local da lesão, migra para o sistema nervoso e, a partir daí, para diferentes órgãos, principalmente para as glândulas salivares, sendo eliminado pela saliva. Circula em ambientes domésticos, em animais como cães e gatos, também em raposas, morcegos, cavalos e vacas e é transmitido principalmente por meio de mordidas e arranhões ou de lambidas de mucosas e pele lesionada.

A chefe do Centro de Informações Estratégicas da Vigilância em Saúde (Cievs) da Sesacre, Débora dos Santos, ressalta que, em caso de suspeita de raiva, é fundamental a comunicação para acompanhamento e análise. No caso de uma possível infecção, a pessoa deve ir a uma unidade de saúde o mais rapidamente possível para o primeiro atendimento.

Leia Também:  Avianca e Gol anunciam fusão e criam grupo Abra

“Quem avalia é o profissional de saúde, que está amparado por um protocolo que vai verificar se o animal tem histórico de vacinação e se é agressivo, entre outros fatores”, informa.

Trabalho preventivoEm Brasileia, nesta segunda-feira,15, iniciou-se a campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI