ACRE

Tec News é denunciada por atraso de salários dos funcionários

Published

on

Os servidores da empresa Tec News, que trabalham com prestação de serviços terceirizados para a Secretaria de Educação do Acre (SEE), denunciaram à reportagem do AcJornal que estão com os salários atrasados.

Os trabalhadores reclamaram ainda que ao procurar a empresa para tentar saber sobre os atrasos nos salários, a empresa informa que a Secretaria de Educação não fez o repasse do dinheiro. E ao entrarem em contato com a SEE, esta diz que o dinheiro já foi repassado para empresa e os servidores ficam sem saber onde recorrer.

Não é a primeira vez que os servidores denunciam a falta de pagamento, em dezembro de 2021 a empresa foi denunciada por falta de pagamento. Segundo um funcionário que não quis se identificar, os atrasos nos salários são frequentes.

“Essa empresa já vem a vários e vários meses com problemas para pagar os salários. Na verdade, já tem dois anos que essa empresa vem nessa situação com a gente, já teve mês dela atrasar 3 meses nossos salários.
Outra servidora relata as dificuldades que enfrenta por das constantes falta de pagamentos”.

Leia Também:  Prefeitura de Rio Branco divulga resultado de processo seletivo para 180 vagas

“Essa situação de todos os meses receber o nosso dinheiro atrasado é difícil, temos dívidas, temos que se alimentar todos os dias, e está cada dia mais difícil suportar tanto descaso com os funcionários que prestam serviço para a Tec News. Todos os meses é a mesma desculpa, esperando resposta do financeiro, e quem sofre somos nós com esses atrasos”.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ACRE

“Não fugimos, fomos atrás do cara que atropelou a moça da moto”, afirmou jovem que estava com Alan

Published

on

A terceira testemunha da tarde no primeiro dia de julgamento do Caso Jonhliane, Eduardo Vitor Andrade de Paiva falou sobre o que aconteceu momentos antes do gravíssimo acidente que vitimou a comerciária Jonhliane Paiva de Souza, 30 anos.

De acordo com a testemunha, ele e o amigo Alan estavam na festa quando este pediu para ir embora pois havia que “abrir” o escritório de contabilidade do pai e já estava ficando tarde.

Eduardo Vitor disse também que ele e o amigo Alan Araújo deixaram o local da festa e seguiram pela avenida Antônio da Rocha Viana. Em determinado momento, ainda em depoimento, a testemunha disse ouviu um barulho e viu que o carro conduzido por Ícaro Pinto se aproximava em alta velocidade e por três vezes alertou o amigo que a BMW bateria neles.

“Ele vai bater na gente. Cuidado que ele vai bater na gente”, declarou Eduardo Vitor.

Após colidir contra a motocicleta da vítima, Eduardo Vitor disse que Ícaro Pinto não parou para prestar socorro e que eles ao perceberem o ocorrido foram atrás de Ícaro, mas não o encontraram.

Leia Também:  Sem Procissão do Cristo Morto e Alvorecer: Confira a Programação da Semana Santa da Diocese de Rio Branco

“Ele (Ícaro) atropelou a moça e não parou, foi embora. Nós vimos que ele fugiu e então fomos atrás dele. Nós não fugimos, fomos atrás da BMW que fugiu, mas não encontramos e voltamos ao local do acidente. Nós vínhamos conversando e quando vimos foi a BMW se aproximando em alta velocidade”, relatou a testemunha.

Por Notícias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI