destaque2

Alô, Sesacre: Médico atende em clinica particular quando deveria estar no Hospital da Criança

Published

on

O ginecologista e obstetra Vagner Bacelar, gerente do Sistema Assistencial à Saúde da Mulher e da Criança (SASMC), abandona as suas funções para atender pacientes em clínica particular, em Rio Branco. O médico atende em sua clínica às segundas, quartas e sextas feiras a partir das 15 horas. Na semana, ele fica devendo 9 horas de serviço no cargo público nomeado como comissionado (de confiança), pelo qual ganha R$ 26 mil.
Comissionados devem cumprir expediente integral, até às 18 horas, em dias úteis.
A reportagem do acjornal gravou um dialogo com a atendente do consultório particular. A funcionária confirma que o médico está sempre nesse horário, em sua clínica, para atender pacientes que pagam por isso.  Ouça abaixo.
O repórter Assem Neto tentou ouvir Wagner Bacelar, no telefone 3215 4800. A telefonista transferiu a ligação ao SASMC, mas ninguém atendeu.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Tchau, Tchê: delegado Emylson Farias assume o PDT no Acre com a missão de "inovar"
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Tchau, Tchê: delegado Emylson Farias assume o PDT no Acre com a missão de "inovar"

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI