destaque2

Blog do Assem: O que têm a ver Márcio Bittar, a emenda de R$ 126 milhões para a Santa Casa e o hospital universitário da Uninorte??

Published

on

Muitos estranharam a emenda de quase R$130 milhões que o senador Márcio Bittar destinou à Santa Casa de Misericórdia. Foi uma senhora cartada do relator do orçamento. Não bastasse a destinação suspeita, de verba pública para ampliação de um espaço privado.
A saber:
Não é exagero imaginar que aquela unidade hospitalar pode se tornar um dos braços da Uninorte, faculdade privada local.
Sim, é ali onde pretendem montar, com dinheiro público, um hospital com missões educacionais voltadas ao ensino superior.
Se a Ufac vai ter o seu Hospital universitário, a Santa Casa terá o seu também.
Chama atenção o “esforço zero” de Bittar para ajudar na obra que será levantada no Campus da Universidade Federal do Acre. Nenhum centavo, o que mereceu reações indignadas da reitora.
Quem, por outra parte, conhece os negócios milionários que envolvem um dos sócios da Uninorte, o empresário Ricardo Leite, com a família Bittar, já se acostumou com essa promiscuidade de público e privado.
Quando foi candidato ao Senado, em 2018, Bittar foi o único candidato da antiga oposição autorizado a fazer campanha na Uninorte e no Mercale, supermercado do qual Ricardo Leite, ou Rico, como é conhecido, é um dos sócios.
Toda essa ambiguidade entre Bittar e Leite tem origem em uma das maiores fazendas do Acre, a Córrego do Ouro, do irmão de Márcio, Mauro Bittar, arrendada por Ricardo Leite e seus irmãos no auge dos governos petistas de Jorge e Tião Viana.
Leite, íntimo dos irmãos Viana, e Márcio gerenciava a fazenda do irmão, que também alugou pasto para o ex-governador do Amazonas,  o hoje senador Eduardo Braga.
Os Leite perderam espaço de poder com o fim da era petista, mas estão de volta ao cenário graças a Bittar. No pano de fundo de tudo isso a única prioridade do senador é pagar o divórcio da ex-mulher Márcia, elegendo-a senadora.
Lembre-se que até na OLX o prédio da Santa Casa de Misericórdia do Acre, localizado na rua Alvorada, 54, bairro Bosque, foi colocado à venda. A Justiça Federal também pôs o imóvel à venda na Internet para cobrir dívidas homéricas.
Como relator do orçamento geral da União e dono da chave do cofre, mandar R$130 milhões para a Santa Casa se tornar hospital universitário da Uninorte é fichinha. Enquanto isso a Ufac não consegue emenda nem pra um laboratório, imagine para a construção do seu hospital.
Talvez porque a reitora não tenha relações comerciais com o senador.
Bom final de semana a todos !!

Leia Também:  Comando da PM aguarda decisão do juiz para iniciar processo de expulsão do sargento Erisson Nery: será preso ou liberado?

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Márcio França é diagnosticado com Covid-19 e cancela compromissos

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI