destaque2

Furada: Ministério da Saúde lança apenas uma dose para servidor do Acre que tomou 2ª vacina em maio

Published

on

O registro de vacinados no Brasil pode ter um furo grave quando observados os indicadores do Ministério da Saúde. O alerta é feito pelo servidor público Charlton Menezes. Ele tomou a segunda dose em maio (a primeira foi em fevereiro), mas, estranhamente, o portal do MS atualizado nesta quinta-feira (9) mostra que ele foi vacinado apenas uma vez. A reportagem do acjornal juntou os print´s da carteira de vacinação do rapaz (ele tomou a dose da Oxford/Astrazeneca) para comparar com a informação oficial usada pelo governo federal (veja acima).

“Se eu quiser viajar hoje, eu não consigo passar do portão de embarque. Eu seria, certamente, tratado como alguém que não procurou a imunização e estaria colocando em risco a vida de outras pessoas”, protestou Charlton Menezes, que trabalha no Hemocentro de Rio Branco.
A rigor, constata-se que Estado e prefeituras estão vacinando, mas esses dados não estão sendo computados, oficialmente.
A reportagem tenta contato com a Urap da Vila Ivonete, em Rio Branco, onde o servidor público foi vacinado em maio deste ano.
 

Leia Também:  Com Socorro e Kimpara, Gladson cravaria no 1º turno. Petecão só tem Bocalom e Jenilson sofre "chantagem branca"; veja o cenário atual

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Como será organizada a fila para a vacina contra coronavírus no Brasil?

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI