destaque2

Governador exonera Luciano Oliveira, diretor do Deracre em Cruzeiro Sul, alvo da “Operação Parking”

Published

on

O governador Gladson Cameli (PP, exonerou o chefe do Deracre na Regional do Juruá, Antônio Luciano Oliveira, após supostas irregularidades envolvendo o órgão e que podem ter o envolvimento do diretor e mais outros servidores.
A delegacia de Combate a corrupção, que foi inclusive criada pelo governador, atua para coibir agentes públicos e empresários que teimam em tentar dar prejuízo aos cofres públicos do estado.
Luciano foi nomeado no início de 2019, quando exercia uma importante tarefa de comandar ações do Deracre na Região do Juruá, mas aparece como investigado em uma obra no estacionamento do Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul.
Para preservar a lisura das investigações, o governador assinou o decerto de exoneração de Luciano na edição do diário oficial desta quarta-feira (22)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Morando em SP, ex-deputado Sérgio Taboada elogia governador do Acre: "defendeu a vida com prioridade"
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Sargento do Trisal que baleou acadêmico de Medicina se apresenta na delegacia de Epitaciolândia

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI