destaque2

Hemoacre intensifica campanha para doação de sangue e plasma convalescente

Published

on

A doação de sangue jamais deve ser interrompida. As campanhas de convencimento e sensibilização aos cidadãos não páram. Por isso, o Hemoacre, mais uma vez, apela aos doadores de sangue, e faz um alerta ainda mais necessário àqueles que tiveram Covid e estão curados: doe o plasma convalescente e ajude a salvar pacientes que estão infectados e lutando pela vida. 
A doação de sangue é um ato voluntário que pode ajudar a salvar muitas vidas. Em cada doação, uma pessoa doa, no máximo, 450 ml de sangue e essa única doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. Vale destacar que, em cerca de um dia, o organismo já repõe a quantidade de sangue que foi retirada na doação.
Para doar sangue é necessário:

•      Ter entre 16 e 69 anos ;
* Menores de 18 anos devem estar acompanhados do             responsável legal.
•      Estar em boas condições de saúde;
•      Estar alimentado e ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
•      Apresentar documento de identificação com fotografia, emitido por  órgão oficial.
Leia Também:  Lanna Vaz diz que PDT tenta atingir seu pai, diretor da Funtac, e nega envolvimento em esquema de propina no Deracre

 PLASMA CONVALESCENTE
Se você teve COVID-19 há mais de 30 dias, você também pode ser solidário doando seu plasma e ajudando aqueles que estão lutando contra esta doença.
Para doar plasma é necessário:

  • Ter entre 18 e 60 anos;
  • Se mulher, não ter histórico de gestação;
  • Ter diagnóstico confirmado de Covid-19;
  • Não ter tido manifestações graves em função da Covid-19;
  • Estar sem sintomas da Covid-19 há pelo menos 30 anos;
  • Cumprir os demais critérios para a doação de sangue.

Agende a sua doação também pelo tel. 3248 1380

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Horas após ato de Lula, Bolsonaro defende bandeiras de campanha no RS

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI