destaque2

Prefeito Bocalom assina hoje decreto que reduz valor da passagem de ônibus em Rio Branco

Published

on

Prefeito assina hoje decreto de redução do preço da passagem de ônibus
O prefeito Tião Bocalom assina nesta segunda-feira, ainda pela manhã, o decreto que institui subsídio temporário ao Transporte Coletivo Urbano. A prefeitura  deve assumir o pagamento das gratuidades para reduzir o preço da tarifa, que atualmente é cobrada dos passageiros.
O subsídio temporário aprovado e que será sancionado pelo prefeito é válido até junho de 2022 e todos os meses haverá aferição dos valores praticados a partir do subsídio pela equipe do município.
As empresas podem pedir antecipação do subsídio desde que justificado de maneira plausível, e por escrito, os motivos desta necessidade.  Mas só podem fazer isso no máximo por três meses.
O objetivo  é a redução da tarifa de ônibus para R$ 3,50. Com isso, a tarifa de ônibus na capital acreana sai de R$ 4 para R$ 3,50, ou seja, R$ 0,50 a menos. No futuro espera-se que esse valor chegue a R$ 3.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cabo rompe e máquina do governo vai parar no fundo do Rio Acre
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  CZS: ainda presos, irmã do prefeito e secretário de Comunicação são exonerados

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI