destaque2

Sargento do Trisal atirou 5 vezes em estudante, fugiu do flagrante e está foragido. Vítima está grave no PS

Published

on

“Acompanhei a ocorrência pelo telefone com a Ana Cássia (comandante da PM em Brasiléia). O rapaz (vítima) não faleceu, segundo me disseram e foi transferido para Rbr. O SGT Neri (agressor) saiu do local antes da GU chegar. Após se inteirar dos fatos o tenente de SV foi até a casa dele para tentar localiza-lo, mas ele não estava, de modo que não foi preso até o momento“.
O relato acima, de um oficial da PM, é a informação mais recente, obtida pelo acjornal por volta de 9:30h deste domingo, sobre o paradeiro do sargento Erisson Neri. O militar atirou num estudante de Medicina, em festa pública, em Epitaciolândia, nesta madrugada, movido por ciúmes.
Neri vive maritalmente com duas mulheres, que se beijavam e chamavam atenção de outras pessoas pouco antes de tudo acontecer. Ele atirou cinco vezes contra a vítima, e dois atingiram o estudante, segundo apurou o portal Alto Acre.
“Ao perceber que a vítima não havia morrido, ele (o sargento) foi lá e esmurrou ele caido no chão, desmaiado” (reveja AQUI).
NAS IMAGENS, PERCEBE-SE QUE UMA DAS MULHERES DO SARGENTO TENTA IMPEDÍ0LO.
O secretário de Segurança Pública, Paulo César, informou há pouco que, de fato, uma guarnição foi até a casa de Neri, mas não o encontrou. “Está foragido e aguardamos o desfecho da situação nas próximas horas”, disse.
A reportagem apurou também que o militar deverá se apresentar ao delegado da cidade, com seu advogado, nesta segunda-feira.
Se a arma usada no crime estiver acautelada em nome do militar, ele pode usá-la em qualquer ambiente. Porém, o uso da pistola (ou qualquer outra) para vias de fato é violação de conduta militar, especialmente nesse caso (desavença pessoal motivada por questões amorosas).
Não se deve usar arma de fogo, exceto em risco em potencial contra a vida (legítima defesa).
Numa rede social, um morador de Brasiléia fez a seguinte postagem:
“Ontem né, a cidade inteira foi assistir o jogo no QGIV, após o jogo teve o pagode e o trisal aqui da cidade é um grude eles três são todo tempo se beijando, e o povo é curioso e não sabe disfarçar um colega nosso ontem olhando, aí o homem (do trisal) foi lá perguntar Oq foi aí começou a confusão aí a mulher dele chegou pra tentar acalmar ele, o nosso colega foi dar um murro e pegou na mulher, a mulher caiu e ele saiu correndo pq já sabia que ia dar problema”
O acadêmico de Medicina foi trazido em estado grave para o Pronto Socorro de Rio Branco.
Estamos tentando obter informações sobre seu quadro clínico.
 

Leia Também:  Projeto considera flagrante delito filmagem ou fotografia de violência contra a mulher

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Hemoacre coleta 5 vezes mais bolsas de sangue O+ em apenas 10 horas após corrente para salvar cabo da PM

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI