destaque2

Sargento do Trisal que baleou acadêmico de Medicina se apresenta na delegacia de Epitaciolândia

Published

on


O sargento Erisson Nery se apresentou há pouco na delegacia de polícia de Epitaciolândia. Ele estava acompanhado de um advogado.
O militar atirou cinco vezes contra o acadêmico de Medicina Flávio Andres, de 30 anos, na madrugada deste domingo, durante desentendimento num bar na cidade de Epitaciolândia.
O estudante foi levado em risco de morta para o Pronto Socorro de Rio Branco, foi cirurgiado e está fora de perigo.

Um grupo de estudantes ocupa neste momento as imediações da delegacia de polícia da cidade. Eles pedem justiça.
Para o Comando da PM, ele estava foragido desde este domingo.
Em nota, o governo deu garantias aos familiares do estudante de que haverá uma investigação exemplar do caso.
Nery deve responder um Inquérito Policial Militar (IPM) e pode ser expulso da corporação.
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Secretário afirma que a ordem voltou aos presídios, apresenta índices de redução da violência e anuncia investimentos
Advertisement

destaque2

Lei que proíbe uso de fogos de artifício barulhentos em eventos no Acre é aprovada

Published

on

Com o objetivo de preservar tanto pessoas idosas, autistas e até o mesmo os animais, a lei que proíbe a venda e uso de fogos de artifícios barulhentos em eventos no Acre foi aprovada na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (12).

O PL, de autoria do deputado estadual Pedro Longo em coautoria com a deputada Meire Serafim, foi apresentado na semana passada e apreciado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em seguida levado a plenário.

“Esse projeto atende a demanda de muitas famílias que têm pessoas autistas, enfermos e também daquelas entidades que fazem o resgate de proteção aos animais, já que além das pessoas com maior sensibilidade, os animais também sofrem muito com estes fogos com estampido, acabam fugindo, se sequelando e muitas vezes morrendo. Então, é um projeto com uma grande relevância social e, agora, esperamos que rapidamente o governador Gladson Cameli sancione para que se torne lei”, disse o deputado.

Na lei aprovada, é dado um prazo de 60 dias para os comerciantes que trabalham neste ramo se adequarem à nova lei assim que ela for sancionada.

Leia Também:  Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil é a menor deste ano, segundo Imperial College

Por G1

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI