BRASIL

Como apostar na Mega-Sena acumulada R$ 80 milhões deste sábado (25)

Published

on

source

Se prepare, pois lá vem um fim de semana recheado de prêmios! Além do sorteio especial da Quina de São João , teremos a maior loteria do Brasil em jogo! A  Mega-Sena concederá o concurso 2494 que está acumulado com uma premiação de R$ 80 milhões .

Mega-Sena: o que fazer se você ganhar algum sorteio?
Felipe Moreno

Mega-Sena: o que fazer se você ganhar algum sorteio?

O sorteio está marcado para às 20h (horário de Brasília) e você já pode garantir a sua participação com o Mega Loterias ! Você pode apostar com seus números da sorte, com ferramentas inteligentes para incrementar seus jogos. Ou então, se preferir, pode ir com os bolões estratégicos criados por nossos especialistas, que turbinam as suas chances de acerto!

Como jogar na Mega-Sena

Para garantir sua participação na Mega-Sena, basta escolher de 6 a 15 números dentre os 60 disponíveis no volante virtual. Seis dezenas são sorteadas e contemplam as seguintes faixas de premiação: Quadra (quatro acertos), Quina (cinco acertos) e Sena (seis acertos).

Leia Também:  Vídeo: Rompimento de tubulação d'água impressiona no RJ; confira

Já pensou em garantir 574x mais chances de ganhar com um bolão estratégico? Então bora apostar com o bolão UUBC-SA ! Composto por 1 cartão de 11 dezenas + 1 cartão de 9 dezenas + cartão de 8 dezenas, que equivalem ao desdobramento de 574 apostas simples e garantem PREMIAÇÕES MULTIPLICADAS, você pode garantir sua cota por apenas R$ 15.

Confira o passo a passo para apostar no Mega Loterias:

● Faça seu cadastro no site (passo a passo aqui ) ou login;

● Clique em “MS” (Mega-Sena) no menu superior do site (caso esteja usando o celular) ou em “Mega-Sena” no menu expandido;

● Escolha se quer apostar com os bolões que multiplicam suas chances ou com seus números da sorte no “Monte Seu Jogo”;

● Uma vez que já tiver escolhido/montado sua aposta, adicione ela ao carrinho;

● Clique no ícone do carrinho no canto inferior direito do seu visor e selecione “Seguir para Pagamento”;

● Escolha a forma de pagamento que deseja utilizar e siga as instruções na tela;

Leia Também:  Aumentam os índices de confiança do comércio e de serviços medidos pela FGV

● Finalize a sua compra;

● Acompanhe o seu jogo através de “Minhas Apostas” no menu do usuário

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

BRASIL

MEC corta R$ 619 milhões de colégios e universidades federais

Published

on

source
Universidade Federal de Alagoas
Divulgação

Universidade Federal de Alagoas

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) anunciaram nesta sexta-feira que as instituições federais de ensino perderam, juntas, mais de R$ 600 milhões do orçamento discriminado em junho.

As universidades federais tiveram um corte de R$ 217 milhões na última sexta-feira (24) e R$ 220 milhões no começo do mês. Metade desse dinheiro, segundo a Andifes, foi remanejado para o Programa de Garantia de Atividade Agropecuária. Já os colégios da rede federal perderam R$ 92 milhões agora e outros R$ 92 milhões no começo do mês. Juntos, os cortes somam R$ 619 milhões.


O Proagro é um programa do governo federal que garante o pagamento de financiamentos rurais de custeio agrícola quando a lavoura amparada tiver sua receita reduzida por causa de eventos climáticos ou pragas e doenças sem controle. Ele tem como foco principalmente os pequenos e os médios produtores, mas pode ser utilizado por todos dentro do limite de cobertura.

Leia Também:  Rússia afirma que americanos capturados na Ucrânia 'cometeram crimes'

“Nestas portarias, os valores das emendas do relator do orçamento, da rubrica RP9 (o chamado ‘orçamento secreto’), que somam aproximadamente R$ 17,2 milhões, não foram afetadas por nenhum remanejamento”, observa a Andifes, em nota.

Com isso, todo o orçamento das instituições que estavam bloqueados não serão recuperados. Isso significa que eles tiveram outras destinações e o contingenciamento virou, de fato, um corte.

O orçamento discriminado é aquele no qual o governo federal consegue cortar porque não são gastos obrigatórios — como salários e aposentadorias. No entanto, essa verba é fundamental para o funcionamento das universidades. É com ela que se paga contas de água, luz, segurança e manutenção, além de investimentos em pesquisa, bolsas e auxílios a estudantes carentes.

“Foram retirados recursos que impactam em todas as nossas ações. A manutenção das nossas escolas, a realização de atividades de pesquisa, de ensino, de extensão, de assistência estudantil que garanta a permanência e êxito dos nossos estudantes”, afirma Cláudio Alex Jorge da Rocha, presidente do Conif e reitor do IFPA.

Atualmente, são 618 campi de colégios federais espalhados pelo país, e inclui institutos federais (que possuem educação básica e superior), Cefets, escolas técnicas de ensino profissionalizante e os colégios Pedro II, no Rio.

Leia Também:  Vídeo: homem fica preso no telhado ao tentar assaltar mercadinho no RN

Em 2015, o orçamento para os gastos discricionários era o dobro de 2021. Com isso, além das contas básicas, também ficam prejudicadas as compras de materiais para pesquisa, manutenção dos prédios e o pagamento de bolsas que garantem a permanência dos estudantes pobres.

O orçamento de assistência estudantil, que chegou a ser de R$ 1 bi em 2014, caiu para R$ 460 milhões em 2021. Enquanto isso, o número de estudantes mais do que dobrou: passou de 373 mil para 819 mil. Já a Andifes sinalizou, em nota, que se reuniu com representantes do MEC e foram informados dos detalhes técnicos da decisão tomada pela equipe econômica do governo.

“Os diretores da Andifes, inclusive fazendo menção a vários dos debates ocorridos na sessão do conselho pleno desta quinta-feira (23), deixaram clara a gravidade da situação e a inviabilidade do funcionamento das instituições sem a recomposição dos orçamentos. Novos movimentos e ações da Andifes em face desse gravíssimo deslocamento de recursos da educação pública superior serão em breve noticiados”, informou o grupo.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI