Carros e Motos

Flagra! Pegamos os novos VW Polo e Virtus com disfarces

Published

on

source
VW Virtus GTS da linha 2023 ainda com disfarces sai em disparada ao notar que estava sendo fotografado
Guilherme Menezes/iG

VW Virtus GTS da linha 2023 ainda com disfarces sai em disparada ao notar que estava sendo fotografado

A Volkswagen faz os últimos ajustes na linha 2023 da dupla Polo e Virtus, que terá várias novidades assim que for lançada, no segundo semestre. A fabricante não quer falar sobre o assunto, mas a reportagem de iG Carros já flagrou os dois modelos rodando com disfarces no litoral de São Paulo.

Pelas imagens não dá para ver muitas diferenças em relação aos modelos atuais, exceto por uma delas, em que aparece o sedã VW Virtus com novas rodas pintadas de cinza grafite, que provalvelmente vão equipar a versão esportiva GTS . Também é possível notar que os faróis devem mudar, assim como o para-choque dianteiro, itens que deverão ficar parecidos com a versão já lançada na Índia .

Leia Também:  Beleza americana: conheça a história do Chevrolet Impala

O capô da dupla terá novos vincos e a grade vai se integrar melhor aos faróis. E haverá entradas de ar maiores na frente, lembando o estilo do crossover Nivus . Por dentro, o carro terá o novo volante já adotado em alguns modelos da Volkswagen e atualizações na central multimídia, entre as principais novidades.

Mesmo em movimento, é possível notar que o VW Virtus terá novas rodas e mudanças na parte dianteira
Guilherme Menezes/iG

Mesmo em movimento, é possível notar que o VW Virtus terá novas rodas e mudanças na parte dianteira

Além da aparência, a dupla VW Polo e Virtus vai ter algumas mudanças no conjunto mecânico. Sabe-se que uma delas ficará por conta das versões equipadas com o mesmo motor do finado Up!  170 TSi , o 1.0 turboflex, de 105 cv e 16,8 kgfm de toque que vai funcionar com câmbio manual de cinco marchas, algo inédito nas linhas de ambos os compactos.

Também já caiu na internet a tabela do consumo da dupla da dupla pelos números do Inmetro. Segundo consta, o Virtus TSI manual, da linha 2023, será capaz de fazer 9,6 km/l na cidade e 11,4 km/l na estrada com etanol e 13,8 km/l e 16,3 km/l com gasolina, respectivamente.

VW Polo 2023 também estava junto com o Virtus, mas já estava mais longe do nosso alcance
Guilherme Menezes/iG

VW Polo 2023 também estava junto com o Virtus, mas já estava mais longe do nosso alcance

Leia Também:  GM irá retornar à Europa, mas apenas para vender carros elétricos

A tabela do Inmetro também acabou mostrando quais serão as versões de Polo e Virtus 2023 . Ambos não vão adotar as nomenclaturas globais, permanecendo como estão hoje em dia, ou seja, Comfortline, Highline e GTS. Além delas também será lançado o Polo Track , que será a versão mais simples do modelo, que vai entrar no lugar do Gol , que vai sair de linha até o fim do ano.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Carros e Motos

Yamaha quer que suas fábricas sejam neutras em carbono até 2035

Published

on


Unidade de produção da Yamaha em Ludhiana, Punjab, na Índia, é uma das fábricas que ficarão mais ecológicas
Divulgação

Unidade de produção da Yamaha em Ludhiana, Punjab, na Índia, é uma das fábricas que ficarão mais ecológicas

A Yamaha anuncia que seu objetivo  é se tornar ‘verde’ na questão de neutralizar em todas suas fábricas no mundo quanto ao número de carbono e que todo o processo está sendo acelerado em 15 anos.

O programa da empresa ‘Yamaha Motor Group Environmental Plan 2050’ tem como propósito alcançar a neutralidade de carbono para suas fábricas, incluindo aquelas no exterior, até 2050, mas graças ao adiantamento do processo, esse plano valeria agora para  até 2035.

Para atingir o novo objetivo, a empresa diz que intensificará as iniciativas para minimizar seu consumo de energia e também para usar energia mais limpa e que algumas das ideias já estão sendo consideradas para atingir esses objetivos.

Leia Também:  Quais são os desafios para a mobilidade elétrica nas grandes cidades?

Entre as ideias, estão a redução do uso de energia por meio de melhores requisitos de direcionamento; desligamentos automáticos meticulosos de equipamentos quando não são necessários; introdução de equipamentos minimizados, mas altamente produtivos; mudança para energia hidrelétrica sempre que possível; instalar mais painéis solares e direcionar o uso de eletricidade livre de carbono globalmente até 2030.

De acordo com a Yamaha, o resultado projetado desses movimentos até 2035 é uma redução de 92% nas emissões de CO2 (em comparação com 2010) das operações de produção nas fábricas locais e internacionais da Yamaha Motor.

Além disso, as emissões restantes de CO2 serão compensadas internacionalmente por meio de métodos reconhecidos para levar a cabo o plano da Companhia para alcançar a neutralidade de carbono em todas as suas fábricas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI