Carros e Motos

Novo Citroën C3 terá versão elétrica em mercados emergentes

Published

on

Nova geração do Citroën C3 já foi lançada no mercado indiano e deve chegar ao Brasil até o início de setembro
Divulgação

Nova geração do Citroën C3 já foi lançada no mercado indiano e deve chegar ao Brasil até o início de setembro

Apesar dos diversos adiamentos para o lançamento da nova geração do Citroën C3 do Brasil, mais informações vão surgindo conforme a data de anuncio do modelo se aproxima.

As novidades do momento apontam que a Citroën prepara uma versão 100% elétrica do SUV compacto , e que fará sua estréia global no mercado indiano, assim como a versão a combustão, vendida desde julho por lá.

O C3 elétrico está em fase de testes e irá utilizar a plataforma e-CMP, que já utilizada pelo Peugeot e-208 , mas vem para o Brasil importado da Europa. A novidade provavelmente também virá importada, e deve receber as mesmas especificações técnicas.

A nova geração do Citroën C3 já é fabricada em Porto Real (RJ), mas não foi lançada oficialmente, devido à falta de chips semicondutores.

Leia Também:  Chevrolet Tracker vendido no Brasil também passará a vir da Argentina

O modelo será voltado para os segmentos de entrada e irá medir 3,98 metros de comprimento, 2,54 m de entre-eixos e porta-malas de 315 litros, a distância livre do solo de 18 cm dará ao C3 as características de SUV que o mercado vem aceitando cada vez mais.

Citroën C3 já teve interior revelado, mostrando que terá estilo descolado, seguindo a tradição da marca
Divulgação

Citroën C3 já teve interior revelado, mostrando que terá estilo descolado, seguindo a tradição da marca

A motorização da versão a combustão não foi divulgada, mas analisando as recentes movimentações da Stellantis , o motor 1.0 Firefly que equipa o Fiat Argo e Peugeot 208 deve ser utilizado, pelo menos até as versões intermediárias.

No caso de uma versão elétrica, é provável que a motorização seja exatamente a mesma apresentada no Peugeot e-208 , que conta com um motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm de torque.

As baterias são de apenas 50 kWh, mas são suficientes para 340 km, aferidos no ciclo de testes WLTP da Europa.

O maior inimigo de uma versão elétrica do C3 seria o preço. No caso do e-208, apesar de oferecer o máximo de tecnologia embarcada, custa R$252.061, R$ 142.071 mais caro que a versão topo de linha a combustão. Entretanto, os planos parecem ser de fato oferecer uma versão elétrica do modelo, que promete revolucionar a atuação da Citroën no Brasil, e a fabricante inclusive vem expandido sua rede de concessionários autorizados a comercializar e reparar modelos elétricos, apesar de só vender o furgão ë-Jumpy no momento.

Leia Também:  Volkswagen mostra protótipo da nova Kombi elétrica em versão picape

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Carros e Motos

Raro Porsche 911 Speedster pode ser vendido por mais de R$ 1,6 milhão

Published

on


Este Porsche 911 Speedster 1989 foi fabricado apenas em 1989 e teve apenas 832 unidades feitas só para os EUA
Divulgação

Este Porsche 911 Speedster 1989 foi fabricado apenas em 1989 e teve apenas 832 unidades feitas só para os EUA

Com preço estimado entre US$ 275 mil e US$ 325 mil, o equivalente a pouco mais de R$ 1,4 milhão e 1,6 milhão em conversão direta, um raríssimo Porsche 911 Speedster de 1989 na cor ‘Grand Prix White’ ou ‘Branca Grand Prix’ será leiloado pela RM Sotheby’s no próximo dia 19 de agosto.

Para todos os ‘Porscheiros’, o Speedster nada mais é que o suprasumo dos 911, um culto entre colecionadores do mundo inteiro cuja produção ocorreu em janeiro de 1989 e destinada apenas ao mercado dos EUA. O conversível foi idealizado e inspirado no como uma homenagem ao icônico 356.

Só para se ter uma ideia da raridade, o esportivo alemão que utilizava a base do 930 Turbo Cabriolet da época e, de acordo com a Porsche, foram fabricadas apenas 832 unidades , cuja principal diferença estética está no para-brisa menor e na capa rígida que encobre a capota de lona de acionamento manual.

Leia Também:  JAC lança E-JV5.5, van elétrica que tem mais de 300 km de autonomia

Tal inspiração deu tão certo para a marca que a Porsche aproveitou o sucesso e fez outras variantes para outros modelos mais recentes com o Boxster Speedster pintado na mesma tonalidade e nos mesmos propósitos e características, porém espalhado para outros mercados, incluindo o brasileiro.

No caso específico deste 911, segundo a organização da casa de leilões RM Sotheby’s, ele foi à época encomendado com mais de US$ 6.000 em extras opcionais. Estes incluem um rádio Blaupunkt, banco do motorista elétrico, banco do passageiro com ajuste de altura, diferencial de deslizamento limitado, compartimento de armazenamento traseiro e uma alavanca de câmbio mais curta.

Por dentro, o 911 Speedster conta com o couro Can Can Red que obviamente foi bem conservado ao longo dos anos e parece estar em excelentes condições. Complementando o couro estão os tapetes Can Can Red e a alavanca de câmbio. Enquanto isso, o painel tem acabamento de couro preto.

Leia Também:  Yamaha lança scooter X-Force no Japão

A listagem acrescenta que o carro passou por um grande serviço em 2020 que custou US$ 5.891 (R$ 30.397) e incluiu manutenção no motor, caixa de câmbio, freios e sistemas de combustível. Uma nova bateria também foi instalada, assim como quatro pneus novos.

Se você gostou da raridade da Porsche , a RM Sotheby’s leiloará o carro em 19 de agosto de 2022. Então prepara as economias, junte os amigos e familiares para ficar na torcida e dê o seu lance. 

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI