Carros e Motos

Piloto conta o que está por trás de um caminhão que passa dos 240 km/h

Published

on

source
Os caminhões da Copa Truck são tão velozes quanto enormes. E tão brutos quanto precisos nas curvas
Guilherme Menezes/ iG Carros

Os caminhões da Copa Truck são tão velozes quanto enormes. E tão brutos quanto precisos nas curvas

Se o universo dos carros de corrida já é bem diferente dos carros de rua, imagina quando falamos dos caminhões de corrida. No mesmo dia em que fomos para o Autódromo de Interlagos (SP) — a convite da equipe Mercedes-Benz — pudemos não só dar uma volta no passageiro do caminhão da Copa Truck, como também analisar de perto como são esses veículos e os bastidores da categoria.

Em relação ao caminhão comum, a cabine é rebaixada, são colocados santantônios, bancos e cintos de corrida, o trem de força é realocado para a traseira e o eixo cardã é aliviado, bem como a potência e o torque são dobrados de 500 cv e 250 kgfm para mais de 1000 cv e 500 kgfm, com um turbocompressor imenso que gera mais de 3 bar de pressão, até os 3000 rpm. O resultado são mais de 240 km/h nas retas de Interlagos.

Leia Também:  Vendas de veículos recuam 21,4% no primeiro quadrimestre

Para gerir tudo isso, encontramos complexos sistemas de refrigeração de freios, uma estrutura para lá de robusta e inúmeros itens de segurança. Quem nos detalha esses e outros aspectos, no nosso podcast de hoje, é o piloto Roberval Andrade , caminhoneiro e piloto da Truck há mais de 20 anos. Ouça a entrevista na íntegra a seguir.


“A evolução dos caminhões desde os anos 2000 é notória. Em 2002 tinha 750 cv. O Mercedes de lá para cá evoluiu com a chegada da era eletrônica. Regulamento, estrutura, leveza dos chassis, potência e dinâmica melhoraram muito”, afirma o piloto.

Bastante curioso como um caminhão de corrida se diferencia dos caminhões de rua. Roberval diz que “os caminhões de rua são mais altos, mais macios e mais pesados. Ao contrário do caminhão Truck, que é rígido, tem um metro a menos de altura, 2 metros a menos de comprimento, teve muitos dos equipamentos retirados, passa a oferecer um novo conjunto de freios, com sistemas de irrigação com água e muito mais”.

Leia Também:  Triumph inicia pré-venda do novo modelo Tiger 1200
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Carros e Motos

Empresa norte-americana faz casa dos sonhos sobre rodas por R$ 400 mil

Published

on

source


A Casa Móvel da Tru Form Tiny pode ser projetada de acordo com o gosto e necessidade de cada um
Divulgação

A Casa Móvel da Tru Form Tiny pode ser projetada de acordo com o gosto e necessidade de cada um

Se você é um daqueles que detesta rotina e pagaria um preço alto só para  acordar e ver que tudo a sua volta está diferente da sua última noite de sono, a ideia é pensar em adquirir um trailer, ou melhor, uma casa móvel personalizada da Tru Form Tiny.

A companhia, situada na cidade estadunidense de Eugene, no estado de Oregon, é um desses exemplos que busca incorporar cada detalhe que o cliente quiser, seja uma casa com três ou quatro quartos, um loft, uma cozinha ampla… Tudo vai depender da necessidade do cliente.

Nos Estados Unidos, por exemplo, existem inúmeras empresas especializadas como a Tru Form Tiny em oferecer este estilo de vida e para quem está disposto a adquirir uma casa móvel como essa, o que importa é oferecer todo o conforto e a necessidade de uma casa convencional.

Leia Também:  Honda CB 1000R NSC 2022 Black Edition: aceleramos a naked esportiva

No caso do exemplo dessa corporação, ela conta com mais de 50 anos de fundação, sempre com foco na arquitetura residencial e conhecimento de fabricação de casas móveis sob medida como o modelo  Payette.

Assim que os clientes procuram pela empresa, a primeira escolha é pela categoria Urbana ou Country . Em seguida, vem a do revestimento, iluminação, móveis modulares, número de quartos, tamanho dos cômodos, eletrodomésticos e até o comprimento da habitação é repassado a eles.

Se você não tem um grande grupo de amigos ou familiares, um dos benefícios de tantos quartos é poder transformar um loft em um local para guardar equipamentos e outros brinquedos de aventura. Por que não transformar o quarto do andar de baixo em uma garagem pitoresca para brinquedos maiores, por exemplo?

Leia Também:  Honda investirá US$ 40 bilhões em veículos elétricos até 2030

Após isso, os projetistas da equipe da Tru Form Tiny com várias parceiras e fornecedoras começam a montar a casa no melhor estilo que o cliente procura, lembrando que o acabamento padrão é sempre a madeira.

Os preços iniciais para um modelo padrão não sai por menos U$$ 79.900, ou R$ 411.293 fazendo uma conversão simples e, nesse orçamento, os clientes recebem habitat móvel dividido em dois andares e inclui dois quartos loft.

Juntamente com o quarto e a sala de estar no andar de baixo, a fabricante garante que ainda é possível acomodar com folga oito pessoas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI