CULTURA

300 famílias indígenas que moram na periferia de Rio Branco recebem cestas natalinas

Published

on

Famílias indígenas acreanas que moram no centro urbano, recebem cestas básicas para a ceia natalina
As mais de 300 famílias indígenas que moram na periferia de Rio Branco, grande maioria em condições de miséria absoluta, vão ter o que comer neste Natal graças à iniciativa da Federação do Povo Huni Kui do Acre, FEPHAC, que durante todo o ano arrecadou alimentação não perecível para agora doar ao seu povo.
A entrega das cestas básicas de Natal ocorreu na manhã desta segunda-feira (20/12) na sede da associação, no centro da capital acreana, e reuniu todos os chefes das famílias indígenas que por questões pessoais abandonaram suas aldeias para viver na rua.
Segundo o cacique Ninawa Huni Kui, presidente da FEPHAC, o desejo dos dirigentes da entidade era realizar esse tipo de solidariedade durante o ano todo, mas como não existem condições financeiras o jeito foi concentrar esforço para contemplar as famílias carentes no período natalino.
“Muita gente ainda vê o índio como animal silvestre sem sentimentos que não sente dor, frio, fome e nem sede. Mas, graças a Deus, existe outra parte boa da humanidade que nos ajudou a arrecadar essa alimentação e vai proporcionar um Natal sem fome para boa parte das nossas famílias”. Agradeceu o líder indígena Huni Kui.
Ao todo são cerca de 20 toneladas de alimentos, arrecadados dentro e fora do Brasil, a serem distribuídos pela entidade aos povos indígenas urbanos do Acre.
Os índios de Rio Branco eram os últimos no mapa das doações a serem contemplados depois das cestas básicas já terem sido entregues em Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Marechal Thaumaturgo e Manoel Urbano.
Esse é o segundo ano que a FEPHAC realiza arrecadações para distribuir ao seu povo no período natalino. Somando a quantidade de cestas básicas de 2020 com as de agora, chega a 40 toneladas de alimentos não perecíveis.

Leia Também:  Presidente do PT pede desculpas após chamar prefeita de Rio branco de vagabunda: "calor da emoção"

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CULTURA

Acre exibe I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico

Published

on

O I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico realiza exibição presencial no Acre nos dias 29 e 30 de março, na Filmoteca Acreana da Biblioteca Pública de Rio Branco, com sessões gratuitas das 18h e 20h. As exibições presenciais encerram a primeira edição e anunciam a segunda edição que deve ocorrer, de forma presencial, no próximo mês de abril.
Em maio de 2021, o Festival realizou uma edição online com exibição de 13 longas-metragens, divididos em cinco dias, com vinte horas de programação e diversos bate-papos virtuais.
Criado pelo produtor cultural e ativista LGBTQIA+ Moises Alencastro, com curadoria de Marcelo Cordero, o Festival atende uma demanda da população LGBTQIA+ e amplia espaços de combate ao preconceito, com exibição de filmes de trajetórias reconhecidas.
Serviço:
I Festival Internacional Transamazônico de Cinema LGBTQIA+
Dias: 29 e 30 de março
Local: Filmoteca Acreana – Biblioteca Pública
Horário: 18h e 20h
Filmes de quarta-feira (30)
18h – Verão de 85
20h – Alfabeto Sexual
Fonte: Contilnet

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Corrupção na Educação: policiais cumprem ordens judiciais na casa de empresários e empresas que fornecem cesta básicas no Acre
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI