CULTURA

Alerta para saúde e fiscalização: queimadas predominam no interior e entorno de Rio Branco

Published

on

A falta de chuvas no Estado do Acre nos últimos 30 dias aliada ao tempo extremamente seco  e a parca fiscalização agravam a saúde do riobranquense. Crianças e idosos, sobretudo, comece a sofrer com a densa camada de fumaça sobre a capital.
A região mais atingjda, por enquanto, tem sido o entorno da capital, onde há focos de queimada no primeiro e no segundo distritos, embora a predominância seja no segundo distrito.
O aumento considerável nos focos de queimadas nos últimos três dias coincide com a mudança de temperatura e ampliação do tempo seco.
Nesta terça-feira quem habita nas proximidades da Via Verde e estrada velha do Amapá sofreu além do tolerável.
Ali nem mesmo a pista de um aeródromo particular usado por amantes do parapente escapou. Os Bombeiros foram chamados, mas não compareceram ao local.
Números
Na primeira semana de julho foram registrados 132 focos de queimada, a maioria entre Feijó e Cruzeiro do Sul, onde se concentram a ampliação de pasto para criação de gado.
Dados da Sala de Situação do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma)  revelam que, de acordo com o monitoramento que vem sendo feito,
quanto mais dias seguidos sem chuva, maior o risco de queima
da vegetação.
Os mapas do monitoramento fechados revelam que a situação é considerada de risco alto e crítico na região do Baixo e Alto Acre ( que inclui a capital Rio Branco), Purus e pontos isolados do Juruá e Elvira/Tarauacá.

Leia Também:  Governador participa de carreata com o Club do Fusca neste domingo

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CULTURA

Acre exibe I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico

Published

on

O I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico realiza exibição presencial no Acre nos dias 29 e 30 de março, na Filmoteca Acreana da Biblioteca Pública de Rio Branco, com sessões gratuitas das 18h e 20h. As exibições presenciais encerram a primeira edição e anunciam a segunda edição que deve ocorrer, de forma presencial, no próximo mês de abril.
Em maio de 2021, o Festival realizou uma edição online com exibição de 13 longas-metragens, divididos em cinco dias, com vinte horas de programação e diversos bate-papos virtuais.
Criado pelo produtor cultural e ativista LGBTQIA+ Moises Alencastro, com curadoria de Marcelo Cordero, o Festival atende uma demanda da população LGBTQIA+ e amplia espaços de combate ao preconceito, com exibição de filmes de trajetórias reconhecidas.
Serviço:
I Festival Internacional Transamazônico de Cinema LGBTQIA+
Dias: 29 e 30 de março
Local: Filmoteca Acreana – Biblioteca Pública
Horário: 18h e 20h
Filmes de quarta-feira (30)
18h – Verão de 85
20h – Alfabeto Sexual
Fonte: Contilnet

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo do Acre cumpre ameaça e corta gratificações dos aposentados da Saúde
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI