CULTURA

Perpétua aprova relatório que garante plano de saúde a funcionários da SUCAM contaminados pelo DDT

Published

on

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB) relatora da PEC 101/2019, de autoria do deputado Mauro Nazif, aprovou na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o relatório que dispõe sobre a concessão de Plano de Saúde aos servidores da extinta Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (SUDAM), que manusearam o inseticida DDT. Agora a PEC segue para a Comissão Especial.
A PEC beneficiará os servidores admitidos até 31 de dezembro de 1988, que tiveram contato com o inseticida Dicloro-Difenil-Tricloroetano (DDT) e outros inseticidas, durante a execução das políticas de estratégia de saúde pública para o combate de endemias como a malária e doença de Chagas, por exemplo.
Naquela época, o contato com essas substâncias já era proibido em diversos países do mundo, mesmo assim, o uso no Brasil ocorreu até o início dos anos 90 e acarretou problemas irreversíveis de saúde para os servidores.
Diversos servidores do Acre, Mato Grosso, Pará e Rondônia morreram por intoxicação. O veneno acarretou também doenças como câncer de cabeça e a leucemia. Além disso, a maioria dos trabalhadores não era submetida a exames regulares e até hoje continuam desassistidos em questão de saúde.
“Há uma urgência nesse tema porque ainda tem muita gente morrendo por falta de atendimento a saúde. Precisamos seguir com a PEC 101 que garante apoio e atendimento de saúde aos guardas contaminados pelo DDT”, disse a deputada.
Perpétua dedicou a aprovação do relatório a dois representantes da categoria, Aldo Moura, do Acre, e Abson Praxedes, de Rondônia. Ambos são reconhecidos pela luta em defesa das vítimas contaminadas pelo DDT.
Assessoria

Leia Também:  Casal morto em troca de tiros com o Gefron na BR 317 planejava matar mulher, motorista de aplicativo de Rio Branco

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CULTURA

Acre exibe I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico

Published

on

O I Festival Internacional LGBTQIA+ Transamazônico realiza exibição presencial no Acre nos dias 29 e 30 de março, na Filmoteca Acreana da Biblioteca Pública de Rio Branco, com sessões gratuitas das 18h e 20h. As exibições presenciais encerram a primeira edição e anunciam a segunda edição que deve ocorrer, de forma presencial, no próximo mês de abril.
Em maio de 2021, o Festival realizou uma edição online com exibição de 13 longas-metragens, divididos em cinco dias, com vinte horas de programação e diversos bate-papos virtuais.
Criado pelo produtor cultural e ativista LGBTQIA+ Moises Alencastro, com curadoria de Marcelo Cordero, o Festival atende uma demanda da população LGBTQIA+ e amplia espaços de combate ao preconceito, com exibição de filmes de trajetórias reconhecidas.
Serviço:
I Festival Internacional Transamazônico de Cinema LGBTQIA+
Dias: 29 e 30 de março
Local: Filmoteca Acreana – Biblioteca Pública
Horário: 18h e 20h
Filmes de quarta-feira (30)
18h – Verão de 85
20h – Alfabeto Sexual
Fonte: Contilnet

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Deputado Alan Rick destaca recursos empenhados para obras na capital acreana
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI