ECONOMIA

Defasagem da gasolina é de 9%, mesmo após reajuste da Petrobras

Published

on

Petrobras reduz preço de venda da gasolina para distribuidoras
Agência Brasil

Petrobras reduz preço de venda da gasolina para distribuidoras

A partir desta terça-feira (16), o preço da gasolina nas refinarias cai R$ 0,18 , conforme anunciou a Petrobras nesta segunda (15). Ainda assim, o combustível tem margem para cair, em média, R$ 0,27, segundo relatório da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustível), que aponta defasagem de 9% em relação ao preço de paridade internacional.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

O preço de paridade de importação (ppi) foi calculado usando como referência os valores para gasolina, óleo diesel, câmbio, RVO e frete marítimo no fechamento do mercado no dia 15. Ontem o petróleo Brent caiu 5% com receio de recessão na China. 

No momento, futuros do Brent são negociados acima dos U$94/bbl. Já o WTI (West Texas Intermediate) recua abaixo de US$ 89, perto do menor patamar dos últimos seis meses. 

Leia Também:  Mais de 4 mil trabalhadores processam Tesla por discriminação racial

“Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”, informou a Petrobras em comunicado.

Já quanto ao óleo diesel, no 5º dia de vigência da última redução anunciada pela Petrobras, a defasagem é de 8%, representando margem de R$ 0,36 por litro. 




Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

BC anuncia mudanças sobre limite Pix; entenda

Published

on

Método de pagamentos entrou em vigor em 2020
Lorena Amaro

Método de pagamentos entrou em vigor em 2020

O Banco Central (BC) alterou, nesta quinta-feira (1º), as regras sobre o limite de transição feitas pelo  Pix. A medida eliminou a obrigatoriedade de limite por transação, e o máximo disponível para saque e troco durante o período diurno passa a ser R$ 3.000 e, para o noturno, R$ 1.000.

As novas regras mantêm apenas o limite por período de tempo para transações. Todas as medidas anunciadas para o Pix devem começar a valer a partir de 2 de janeiro de 2023, exceto a gestão de limites para os clientes, que devem entrar em vigor em julho do próximo ano.

Limites de transação para pessoas jurídicas também foram alterados. Após a decisão, o máximo disponível deve ficar a critério dos bancos, e as compras para a categoria devem ficar baseadas no sistema TED, não mais no cartão de débito.

Todas as medidas tomadas foram decididas durante o Fórum Pix, que aconteceu no fim de setembro de 2022.

Antes da alteração, o limite permitido era de R$ 500 durante o dia e R$ 100 a noite. Segundo o BC, a medida tem como objetivo adequar os limites aos valores disponibilizados em caixas eletrônicos por saques tradicionais. 

“Essa medida tem como objetivo adequar os limites usualmente disponibilizados nos caixas eletrônicos para saques tradicionais. Assim, com o Pix Saque, os usuários terão acesso ao serviço com condições similares às do saque tradicional”, afirmou o BC em nota.

Agora, o período noturno passa a ser opcional para cada instituição financeira, e pode passar a valer das 22h às 6h. Anteriormente, o período padrão para os bancos ficavam entre as 20h e 6h.

O BC também atualizou o sistema operacional do método de pagamento, facilitando o pagamento de salários e benefícios, como  aposentadorias e pensões, pelo Pix. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Leia Também:  Diesel cai 4,65% em agosto e fecha o mês a R$ 7,42, diz pesquisa

Fonte: IG ECONOMIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI