ECONOMIA

Lucro da B3 cai 7,2% e fica em R$ 1,2 bilhão no 1T22

Published

on

source
Lucro da B3 cai 7,2% e fica em R$1,2 bilhão no 1T22
Ivonete Dainese

Lucro da B3 cai 7,2% e fica em R$1,2 bilhão no 1T22

A B3 (B3SA3) viu o cenário de aversão ao risco no mercado internacional e alta da taxa de juros no Brasil ganhando força, com isso o volume financeiro médio diário negociado (ADTV) no segmento de ações na B3 atingiu R$ 31,2 bilhões no primeiro trimestre, queda de 15,3% em relação ao mesmo período de 2021.

No segmento de derivativos listados, o volume médio diário negociado (ADV) totalizou 4,4 milhões de contratos, queda de 16,4% em relação aos três primeiros meses do ano anterior. É importante ressaltar que o primeiro trimestre de 2021 apresentou recordes históricos de volumes no segmento listado, com a expansão da segunda onda da Covid-19. Na comparação com o quatro trimestre de 2021, o ADTV de ações à vista foi 1,1% menor, e o ADV de derivativos cresceu 4,5%.

Desempenho Financeiro

Já o lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,2 bilhão, uma queda de 7,2% em relação ao mesmo período do ano passado e um crescimento de 0,9% em relação ao 4T21.

As receitas somaram R$ 2,5 bilhões, queda de 4,6% na comparação com o 1T22, principalmente devido aos menores volumes e margens do segmento listado, que no mesmo período do ano passado ainda não contemplava totalmente as mudanças na política de preços implementadas em fevereiro de 2021. Na comparação com o 4T21, a receita apresentou crescimento de 4,7%.

Leia Também:  Redução do IPI do vergalhão de aço não afeta inflação, diz setor

Com uma ausência de IPOs, ocasionada pelo adiamento de ofertas iniciais pelas empresas, os follow-ons mostraram-se opções de captação para companhias já listadas. O trimestre foi marcado por 11 ofertas desse tipo, que totalizaram R$ 11,5 bilhões no período.

Receita do segmento Listados

O segmento de listados obteve receita de R$ 1,6 bilhão (67,7% do total) e registrou queda de 10,4%, refletindo o menor giro de mercado (turnover) do período, que recuou em relação aos elevados patamares registrados no mesmo período do ano anterior, influenciado por maior volatilidade relacionada à segunda onda da Covid-19 e ao cenário político no Brasil. No caso dos futuros de índices, houve queda de 1,1% no número de contratos negociados..

Receita do segmento Balcão

O segmento de balcão registrou crescimento de 11,6% e receita de R$ 300,7 milhões (11,8% do total). Com taxas de juros maiores, os volumes dos produtos de renda fixa impactaram o crescimento do segmento no período. Os instrumentos de renda fixa totalizaram R$ 185,2 milhões (7,3% do total), registrando um aumento de 15,4%, principalmente devido ao crescimento de 22% no registro de instrumentos de captação bancária e de 8% no estoque destes instrumentos, além de maior estoque médio de dívida corporativa, que cresceu 22% no período. Já os derivativos e operações estruturadas somaram R$ 69,1 milhões (2,7% do total), uma alta de 3,0%, em razão de maior volumetria registrada em derivativos de balcão.

Leia Também:  Lucro da Vivo cai 20%, mesmo após reajuste em mensalidade de planos

Receita do segmento Infraestrutura para Financiamento

O segmento de Infraestrutura para Financiamento obteve receita de R$ 109,9 milhões (4,3% do total), o que representou queda de 10%. O número de veículos vendidos diminuiu 20,2% no Brasil, devido ao cenário macroeconômico menos favorável para financiamentos, e os resultados foram parcialmente compensados pela correção anual dos preços pela inflação (IPCA). O número de inclusões no Sistema Nacional de Gravames (SNG) diminuiu 9,2%.

Receita do segmento tecnologia, dados e serviços

O segmento de tecnologia, dados e serviços da B3 registrou alta de 33% e receita de R$ 435,7 milhões (17,1% do total) no trimestre. A quantidade média de clientes do serviço de utilização mensal dos sistemas do segmento Balcão aumentou 16,3%, resultado, principalmente, do crescimento da indústria de fundos no Brasil. Outro dado relevante é que a quantidade de TEDs processadas diminuiu 29,3%, devido à expansão da utilização do PIX no período.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade

O post Lucro da B3 cai 7,2% e fica em R$1,2 bilhão no 1T22 apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Petrobrás deixa de receber 30% do gás que chega de estatal boliviana

Published

on

source
Petrobras relata, em nota, os impactos causados pela redução de fornecimento do Gás
Agência Brasil

Petrobras relata, em nota, os impactos causados pela redução de fornecimento do Gás

Maio não foi um mês fácil para a Petrobras. Cerca de 30% da quantidade habitual de Gás Natural, proveniente da estatal boliviana YPFB. Sem essa redução de quase um terço do total, a importação brasileira gira em torno dos 20 milhões de metros cúbicos de gás, segundo fontes da empresa.

O impacto dessa redução se dá no planejamento operacional da Petrobrás, segundo declarações da empresa. Em nota, a empresa garante que busca soluções para que a YPFB cumpra o contrato legal, que prevê a chegada de uma quantidade padrão.

“Essa redução de 30% não estava prevista e implica a necessidade de importar volumes adicionais de Gás Natural Liquefeito para atender aos compromissos de fornecimento da Petrobras ”, afirmou em comunicado.

Leia Também:  Metaverso já traz lucro para start-ups brasileiras

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI