ECONOMIA

Receita alerta para golpe que pede para contribuinte regularizar CPF

Published

on

source
Receita alerta para golpe que pede para contribuinte regularizar CPF
Marcello Casal JrAgência Brasil – 21/03/2019

Receita alerta para golpe que pede para contribuinte regularizar CPF

A Receita Federal fez um alerta sobre um golpe que sugere ao contribuinte a necessidade de regularizar seu Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Para dar fim a uma suposta pendência, os criminosos cobram das vítimas uma taxa que não existe.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Segundo o órgão, muitas pessoas têm recebido mensagens por SMS, WhatsApp e e-mail informando que estão em situação irregular junto ao Fisco. Essas mensagens contêm links que induzem ao recolhimento de uma falsa taxa de até R$ 275.

As mensagens enviadas pelos golpistas utilizam logos e cores da Receita Federal e da bandeira nacional e levam as pessoas “a acreditarem que estão tratando com um órgão oficial do governo federal, o que é falso”, afirma a Receita.

Ainda de acordo com o órgão, há casos de contribuintes que, após desembolsarem o valor cobrado pelos criminosos, compareceram ao setor de atendimento da Receita Federal e descobriram que não havia nenhuma pendência a ser regularizada. Em certas situações, foi detectada até ausência de declaração de ajuste anual e multas por atraso na entrega do IR.

No caso de um cidadão alvo dos golpistas, ao fazer a pesquisa sobre sua situação fiscal, ele descobriu que a declaração de IR já entregue estava zerada. Os golpistas teriam afirmado que a retificação custaria mais R$ 170.

A Receita Federal informa que a regularização do CPF é feita pelo site oficial (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br), de forma gratuita. Ao acessar o endereço, o interessado deve selecionar a opção “Meu CPF”. A página dará informações sobre como corrigir a situação cadastral.

Leia Também:  Imposto de Renda: Receita abre consulta ao 1º lote de restituição

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Aneel mantém bandeira tarifária verde para julho

Published

on

source
Hoje, há 212 localidades isoladas do SIN, com consumo energético abaixo de 1%
Agência Brasil

Hoje, há 212 localidades isoladas do SIN, com consumo energético abaixo de 1%

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu acionar a bandeira verde no mês de junho para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). De acordo com a agência, dessa forma, não haverá cobrança extra na conta de luz no próximo mês.

É o segundo anúncio de bandeira verde realizado pela Aneel desde o fim da Bandeira Escassez Hídrica , que durou de setembro de 2021 até meados de abril deste ano. Em maio, a agência já havia acionado a bandeira verde . Segundo a Aneel, na ocasião, a bandeira verde foi escolhida devido às condições favoráveis de geração de energia.

Criadas em 2015 pela Aneel, as bandeiras tarifárias refletem os custos variáveis da geração de energia elétrica. Divididas em níveis, as bandeiras indicam quanto está custando para o SIN gerar a energia usada nas casas, em estabelecimentos comerciais e nas indústrias.

Leia Também:  Covid no AC: governo admite alerta vermelho com 4 casos ao dia

Quando a conta de luz é calculada pela bandeira verde, significa que a conta não sofre qualquer acréscimo. Quando são aplicadas as bandeiras vermelha ou amarela, a conta sofre um acréscimos, que variam de R$ 1,874 por 100 quilowatt-hora (kWh) consumido a 9,492 por 100 kWh.

O Sistema Interligado Nacional é dividido em quatro subsistemas: Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte. Praticamente todo o país é coberto pelo SIN. A exceção são algumas partes de estados da Região Norte e de Mato Grosso, além de todo o estado de Roraima.

Atualmente, há 212 localidades isoladas do SIN, nas quais o consumo é baixo e representa menos de 1% da carga total do país. A demanda por energia nessas regiões é suprida, principalmente, por térmicas a óleo diesel.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI